Em cima da hora:
Fechamento de autoescola vira caso de polícia em Presidente Prudente
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Orkut
  • Feeds
  • 08/05/2021


    Sobe - Prefeitura, por prorrogar vencimento da cota única do IPTU para 30 de julho.


    Desce - Chapa de vereadores cassada pelo TRE do Ceará por candidaturas fictícias.


    Encontro


    O deputado federal Zé Neto (PT) participou de um encontro com o ex-presidente Lula e o ex-presidenciável Fernando Haddad, em Brasília. O encontro, que faz parte de uma extensa agenda de Lula na capital federal esta semana, contou com a presença de diversos líderes partidários. O objetivo do encontro foi para, segundo Zé Neto, foi avaliar a atual conjuntura política nacional e regional, as pautas do Congresso, a situação da pandemia da Covid-19 no Brasil e, como não poderia faltar, discutir a situação de Feira de Santana referente à falta de investimentos do atual governo federal na cidade.


    Cachoeira


    A prefeita de Cachoeira, no Recôncavo da Bahia, Eliana Gonzaga (Republicanos), cobrou elucidação dos assassinatos de aliados e das ameaças de morte que vem sofrendo e punição para os executores e os mandantes. A gestora está sob proteção de uma escolta de policiais militares designados pela Secretaria de Segurança Pública (SSP).


    Da base


    Entre os diversos políticos que foram prestigiar o ministro da Cidadania, João Roma, em evento realizado em Salvador, ontem (7), estiveram diversos integrantes da base do governador Rui Costa (PT). Tem prefeitos, como Moema Gramacho (PT), de Lauro de Freitas, Marão (PSD), de Ilhéus, e Zé Cocá (PP), de Jequié, que também preside a União dos Municípios da Bahia (UPB). Mas, há também parlamentares presentes, como o deputado federal Mário Negromonte Jr. (PP) e os deputados estaduais Samuel Jr. (PDT) e Niltinho (PP). Esse último, inclusive, esteve com Roma em Brasília recentemente.


    PP


    No que depender do PP, o vice-governador João Leão sairá candidato ao governo da Bahia em 2022. Segundo o deputado federal Mário Negromonte Jr., esse é o desejo de todos os correligionários. Como exemplo da relevância política do vice-governador, o deputado lembrou que na última eleição municipal, Leão viajou pela Bahia e participou de caravanas, mesmo em meio à pandemia e tendo já uma idade avançada. O vice-governador tem 75 anos, então está no grupo de risco da Covid-19.


    Avaliação


    Os senadores avaliaram de forma positiva a primeira semana de oitivas da CPI da Pandemia. Foram ouvidos os ex-ministros da Saúde Henrique Mandetta e Nelson Teich, na terça (4) e na quarta-feira (5), respectivamente. O titular da pasta, Marcelo Queiroga, também foi ouvido pela CPI na quinta-feira (6), em uma audiência que durou cerca de 10 horas.


    Avaliação I


    Na visão do vice-presidente da CPI, senador Randolfe Rodrigues (Rede- AP), os depoimentos dos ex-ministros Mandetta e Teich deixaram clara a existência de um comando paralelo para tratar dos assuntos da pandemia, com atores que não tinham relação com a Saúde. Para o senador, a existência desse comando paralelo colaborou com a saída de Mandetta e Teich. Randolfe lembrou que a CPI ainda não ouviu o ex-ministro Eduardo Pazuello, também da Saúde. De acordo com o senador, porém, tudo indica que esse comando paralelo se efetivou durante a gestão de Pazuello e terminou por agravar a pandemia no país. Com o ministro Marcelo Queiroga, ressaltou o senador, tenta-se voltar à condução sanitária devida, mas ainda sob fortes resistências - que seriam impostas pelo próprio presidente da República, Jair Bolsonaro.


    Sputnik V


    A diretora da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) Meiruze Freitas minimizou ontem (7), em Brasília, o conflito entre a agência e governadores de estados que já adquiriram mais de 66 milhões de doses da vacina Sputnik V, produzida pelo Instituto Gamaleya, da Rússia. No dia 26 de abril, a Anvisa negou a autorização para a importação e o uso emergencial do imunizante russo.


    Fora


    O ex-ministro Sérgio Moro informou ao seu empregador, a consultoria Alvarez & Marsal, que não será candidato ao Palácio do Planalto em 2022, informa a coluna “Radar”, da revista “Veja”. Pesquisa do Instituto Paraná divulgada ontem (7), mostra Moro com 5,8% das intenções de voto, em 4º lugar, atrás de Ciro Gomes (PDT), Jair Bolsonaro (sem partido) e Lula (PT).



Os comentários e textos não representam a opinião do portal; a responsabilidade pelo blog é do autor da mensagem.
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia