Em cima da hora:
População detém suspeito de roubar menor no Centro de São Carlos, SP
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Orkut
  • Feeds
  • 25/05/2016


    Sobe - Feira de Santana que recepciona hoje (25) a pira olímpica.


    Desce - A PGR que não pediu ainda a prisão de Romero Jucá pela tentativa de obstrução das ações da Jusitça.


    Edvaldo e Ronny


    Durante a votação de um requerimento do Vereador Correia Zezito (PTB) para em nome da Câmara pedir a EMBASA que tapasse um buraco existente na Rua Tupinambá, fruto de uma recuperação mal sucedida de uma obra da mesma, o Vereador Edvaldo Lima (PP) argumentou que para tapar um buraco não precisa de um requerimento à EMBASA e sugeriu que o prefeito autorizasse a obra. O Vereador Reinaldo Miranda, Ronny (PHS), foi a tribuna defender o prefeito. “O Prefeito José Ronaldo cumpre integralmente seus compromissos com a cidade. Quando precisa de recuperação de obras da prefeitura, a autorização é imediata, não tem como o prefeito fazer recuperação do que é obrigação da EMBASA, que tem inúmeras ruas comprometidas pela quebradeira e obras mal feitas patrocinadas por ela própria”. O requerimento foi aprovado, inclusive com o voto do Vereador Edvaldo (PP), que foi convencido por Ronny (PHS).


    Descartou


    O PSB, do pré-candidato a prefeito em Feira de Santana, Ângelo Almeida, alimentava a expectativa de firmar uma coligação com o Rede Sustentabilidade para as eleições municipais. O fato foi noticiado pelo site Bahia na Política do jornalista Jair Onofre, porém, a direção do Rede, em nota enviada ao referido site, afastou esta possibilidade.


    Conteúdo


    A nota diz o seguinte: “A Rede Sustentabilidade, através da sua porta voz na instância de Feira de Santana, Katy Anne Freitas Pimentel, tendo em vista a matéria divulgada acerca da possibilidade de ser realizada coligação com o PSB, vem a público informar que apesar da intenção do referido partido em coligar com a Rede, esta não confirma a possibilidade, tendo em vista a inexistência de pontos de contato programáticos suficientes que embase a coligação. A relação entre os dois partidos é amigável, no entanto, tal coligação inexistirá”. No meu entendimento, a dificuldade existe no fato de que o PSB apoia o Governo de Michel Temer. Tipo, “diz-me com quem andas e direi quem és”.


    Confirmado


    Durante o evento que marcou o lançamento da pré-candidatura do Deputado Zé Neto (PT) a prefeito no último domingo, 22, o presidente do PTN, Silvio Dias, confirmou o apoio da legenda a candidatura do petista, líder do Governo na Assembleia Legislativa. Desta maneira, nas eleições municipais o PT vai marchar lado a lado com o PC do B e o PTN.


    Acordo


    Mesmo Zé Neto sendo um concorrente, o também pré-candidato a prefeito, Fernando Torres, esteve presente no lançamento da pré-candidatura petista. O Deputado Federal pelo PSD foi enfático ao afirmar que quem passar para o 2º turno vai contar com o apoio do outro. Fernando Torres tem até o momento o apoio do Pros e do PR. Nem Zé Neto, nem Fernando Torres trataram do apoio do PP de Edvaldo Lima.


    Taxa de Esgoto


    Em pronunciamento, no tempo do grande expediente da sessão ordinária de ontem (24), o Vereador Pablo Roberto (PHS) informou a promulgação do projeto de lei de sua autoria, que versa sobre a redução de 40% da taxa de esgotamento sanitário no Município de Feira de Santana e repercutiu a visita que alguns vereadores fizeram à Lagoa Subaé, no final da manhã da última segunda-feira (23). “Ontem (segunda) foi promulgado por esta Casa meu Projeto de Lei que obriga a redução de 40% no valor cobrado pela EMBASA, referente à taxa de esgotamento sanitário.


    Obstrução


    Após o governo manter a previsão de votar as contas de 2014 do ex-governador Jaques Wagner, o líder da oposição na Assembleia Legislativa do Estado da Bahia (AL-BA), Sandro Régis (DEM), assegurou que a bancada de oposição vai obstruir a apreciação do parecer do Tribunal de Contas do Estado (TCE) ontem (24). “As contas de Wagner são esdrúxulas, têm erros de todos os tipos. Uma Casa que defende a legalidade não pode votar a favor de umas contas dessas”, argumentou o líder da oposição. Régis listou ainda as justificativas da minoria para tentar atrasar a votação das contas: “não cumpriu emendas impositivas, tem pedaladas fiscais e restos a pagar exorbitantes...”.  



Os comentários e textos não representam a opinião do portal; a responsabilidade pelo blog é do autor da mensagem.
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia