Em cima da hora:
Baile Municipal de Bezerros vende ingressos para show de Araketu
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Orkut
  • Feeds
  • 18/11/2014


    Despreparo

    O motorista do ligeirinho, que foi agredido por prepostos da SMTT e permaneceu detido no Conjunto Penal até a última sexta-feira (14), Aquim esteve na Casa da Cidadania ontem (17) para comprovar a denúncia feita pelo vereador Edvaldo Lima (PP), que já deu entrada em um ofício que pede a justificativa do fato à Secretaria Municipal de Transporte e Trânsito. Em defesa do Governo Municipal, o líder Carlito do Peixe (DEM) garantiu que as atitudes agressivas não têm a orientação do prefeito. "Infelizmente, não pessoas despreparadas que estão alguns cargos, mas agressão não segue ordens do prefeito", disse.

    Prestação Contas

    Prestando contas sobre os destinos da verba de subvenção, o vereador David Neto (PTN) parece ter divido bem o que é de sua responsabilidade. "Indiquei R$ 20 mil para o Hospital Dom Pedro de Alcântara, como havia dito e pedido aos vereadores que doassem; R$ 20 mil para a Associação Comunitária de Sete Portas, R$ 5 mil para a Apae, R$ 4 mil para Associação Protetora dos Animais e R$ 1 mil para a Academia Feirense de Letras", explanou.

    Prestando contas I

    A vereadora Eremita Mota (PDT) também usou a tribuna para prestar contas sobre o destino dos R$ 50 mil de verba de subvenção que cabe a cada vereador. "Serão R$ 5 mil para Instituto Antônio Gasparini; R$ 10 mil para Apae; R$ 5 mil para Cresol; R$ 8 mil para Associação Feirense de Letras; R$ 10 mil para Associação Beneficente Projeto Nova Vida; R$ 5 mil para o Centro Comunitário Nossa Senhora de Aparecida e R$ 7 mil para Associação Universal Nova Aliança", descreveu.

    Audiência

    O vereador Zé Carneiro (PSL), componente da Comissão criada pela Câmara para acompanhar o andamento das reivindicações dos agentes de saúde de Feira de Santana, informou na sessão de ontem (17) que hoje (18) ele, os vereadores Pablo Roberto (PT)e Isaias de Diogo (PPS)e mais a presidente do Sindicatos dos Agentes de Saúde, Lúcia Gutembergh, vão à Brasília participar de uma audiência com o Ministério da Saúde para discutir as questões de interesse da classe trabalhadora.

    Oposição

    Fazendo oposição ferrenha ao Governo Municipal, o vereador Edvaldo Lima (PP) está apostando nos resquícios do Município para atacar ao prefeito. Ontem (17) ele citou obras em algumas ruas iniciadas e não concluídas, promessas de pavimentação não cumpridas e calçamentos que afundaram. Aproveitando os microfones mandou um recado ao chefe do Executivo. "Precisamos de um governo operoso, que saia da cadeira e vá para as ruas. Vou continuar cobrando, mesmo que fosse outro governo, porque esse é o meu papel", disparou.

    Congresso

    Os vereadores aprovaram, na sessão de ontem (17), licença para os vereadores Alberto Nery (PT), Beldes Ramos (PT), Edvaldo Lima (PP) e Correia Zezito (PTB) participarem do 679º Curso de Capacitação para vereadores, prefeitos, vice-prefeitos, assessores e servidores no período de 19 a 23 de novembro de 2014.

    Devolução

    Pedro Barusco, braço direito de Renato Duque, ex-diretor de Serviços da Petrobras preso na sétima fase da Operação Lava Jato, fechou acordo de delação premiada com procuradores da Operação e se comprometeu, segundo informações da Folha de S. Paulo, a devolver US$ 97 milhões, o que equivale a R$ 252 milhões atualmente. Barusco, que foi gerente-executivo de engenharia da Petrobras, fez acordo para contar o que sabe em troca de uma pena menor. Autoridades suíças bloquearam US$ 20 milhões de Barusco em um banco do país. Ambos são apontados pelos investigadores da Lava Jato como os principais operadores do PT na Petrobras no período entre 2003 a 2012.

    Cortes

    Mesmo sem ter anunciado o novo ministro da Fazenda, o governo de Dilma Rousseff fará corte de gastos e a tesoura deverá atingir despesas que não geram benefício na demanda ou que são consideradas excessivas. "Nós vamos fazer ajustes, mas nem todos os ajustes são pelo lado de cortar a demanda", disse após participar da reunião de cúpula das 20 maiores economias do mundo, o G-20. Dilma negou que estuda a volta da cobrança da Cide, uma contribuição paga no preço da gasolina. Durante entrevista antes de deixar o centro de convenções que abrigou a reunião, Dilma confirmou que haverá cortes de gastos públicos. Explicou, porém, que a medida não vai afetar investimentos ou o consumo.
      



Os comentários e textos não representam a opinião do portal; a responsabilidade pelo blog é do autor da mensagem.
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia