Em cima da hora:
Queda de energia em Brotas deixa serviço da Defesa Civil fora do ar
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Orkut
  • Feeds
  • 17/11/2014


     

    Relocação
    A direção estadual do PT montou um plano para tentar ajudar a recolocar os deputados federais petistas Amauri Teixeira, Emiliano José, Luiz Alberto e Geraldo Simões, que perderam estas eleições. A idéia é reacomodá-los em cargos estaduais ou federais de forma que consigam reconstruir suas carreiras políticas depois da derrota. “Temos que ter solidariedade com os companheiros, que não podem ficar isolados ou sem apoio depois de terem trabalhado tanto pela construção do PT”, diz o deputado federal Valmir Assunção.

    Prisão
    Renato Duque, ex-diretor de Serviços da Petrobras, foi preso na manhã de ontem (14) pela Polícia Federal (PF), durante a sétima fase da Operação Lava Jato. A detenção faz parte de uma nova fase da Operação Lava Jato, que apura crimes contra o Sistema Financeiro Nacional. Duque, que tem ligações com o PT, foi indicado ao cargo por José Dirceu (ex-ministro do governo Lula preso por participar do esquema do mensalão). Ele foi preso depois que os executivos Augusto Ribeiro de Mendonça Neto e Julio Camargo, ligados à Toyo-Setal (empresa que tem contratos com a Petrobras), disseram em delação premiada que o ex-diretor era beneficiado pelo esquema de suborno.

    Antipetismo
    Desde quando se colocou como um nome para disputar a presidência da Assembleia Legislativa, o líder do PT, Rosemberg Pinto, tem enfrentado não só a máquina usada em favor de Marcelo Nilo (PDT), que concorre para o quinto mandato, além dos demais concorrentes, Alan Sanches (PSD) e Sargento Isidório (PSC), que se movimentam nos bastidores para obter apoios. Há também os rumores que correm nos bastidores da Casa, de suposta desconfiança dentro da base e na oposição, em relação ao PT, o que lhe exige habilidade para tornar-se viável. O deputado diz não ter pressa, já que a eleição só acontece em fevereiro, mas tem conversado com os pares.

    Bate-chapa
    Salvo por intervenção direta do Palácio de Ondina, a disputa pela presidência da Assembleia será decidida no bate-chapa, o primeiro desde a eleição do ex-deputado Antonio Honorato para o comando da Casa, em 1997. No momento, não há possibilidade de construção de consenso em torno de um único nome, como ocorreu nos últimos anos. Aos aliados, o atual presidente Marcelo Nilo (PDT) já avisou aos líderes de partido que nada o demoverá de tentar o quinto mandato e que está pronto para o confronto com outros dois nomes posicionados no páreo – Rosemberg Pinto (PT) e Alan Sanches (PSD).

    Auditoria
    Após oito meses, a Petrobras concluiu na última semana três auditorias internas sobre as denúncias de corrupção que assolam a estatal desde o início do ano. Os relatórios foram entregues à PwC, que audita as contas da petroleira, mas a medida não foi suficiente para convencer os auditores externos a aprovarem o balanço trimestral da companhia, que seria divulgado nesta sexta-feira, 14. Temendo ser responsabilizada por não ter se posicionado sobre as irregularidades, a PwC decidiu só aprovar os resultados após analisar todo o material elaborado pela auditoria interna da estatal.

    SBM
    Cerca de 20 funcionários da Petrobras estão sendo investigados pela Controladoria Geral da União (CGU) por supostamente participarem de esquema de propina para fechar contratos com a empresa holandesa SBM, que aluga plataforma para a estatal. A informação foi confirmada no início da noite da última quinta-feira (14) pelo próprio ministro-chefe do órgão, Jorge Hage. Entre os suspeitos, inclui-se seis funcionários e ex-funcionários da estatal que tiveram processo punitivo aberto na última terça (11), quando o CGU divulgou a abertura do processo administrativo punitivo contra a SBM.

    Plano de Cultura
    O Plano Estadual de Cultura, aprovado pela Assembleia Legislativa, foi sancionado pelo governador Jaques Wagner e publicado no Diário Oficial do Estado ontem (14). O texto, em forma de Lei, estabelece objetivos, coordenação e implementação das políticas públicas culturais na Bahia, sob responsabilidade do governo estadual, através da Secretaria Estadual de Cultura, bem como, o monitoramento, as diretrizes e as estratégias, com destaque na participação popular, a universalização do acesso e da produção e a diversidade cultural, além da inclusão da cultura para o desenvolvimento do estado.



Os comentários e textos não representam a opinião do portal; a responsabilidade pelo blog é do autor da mensagem.
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia