Em cima da hora:
Enchente atinge bananais em três cidades do Vale do Ribeira, SP
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Orkut
  • Feeds
  • 21/02/2014


    Sobe - Feira de Santana, por ganhar mais uma sede e uma nova Vara da Justiça Federal.
     
    Desce - Otto Alencar e o município de Simões Filho/BA, por serem representados por propaganda eleitoral antecipada.
     
    O volúvel
     
    Definitivamente, o vereador Isaias de Diogo (PPS) não sabe que direção tomar. No início do ano passado, fechou compromisso com o deputado estadual Targino Machado (DEM). Por causa de umas camisas numa passeata mudou para Carlos Geilson (PTN). Arrependido pela troca afobada, abandonou Carlos Geilson e diz está apoiando a reeleição de Tom Araújo.
     
    Volúvel federal
     
    Todo animado depois da posse no ano passado, o vereador Isaias de Diogo (PPS), tentado, declarou apoio a pré-candidatura de deputado federal a Zé Chico. Depois de alguns contratempos no decorrer de alguns meses, mudou de rumo e declarou apoio ao advogado Ronaldo Mendes. Com a desistência de Ronaldo, na última quarta-feira (19) Isaias declarou apoio a Colbert.
     
    Foto
     
    Na assinatura dos convênios que a Prefeitura assinou com a Caixa para obras no município oriundos de recursos do Governo Federal, a foto estampada no Folha da última terça-feira (18) mostra bem a disputa de espaços entre pré-candidatos. Na foto, ao fundo, dois pré-candidatos a deputado estadual disputaram um lugar na moldura. Atrás, do lado direito, Carlos Geilson (PTN) e no esquerdo Lulinha (PEN). Sem espaço, Targino (PSC) ficou de fora. Justiça se faça, Targino não briga pelo título de papagaio.     
     
    Briga
     
    Se Targino (PSC) não disputa espaço por foto, é bom na briga para a conquista de lideranças que o apoiem. Na semana passada, conquistou uma das maiores lideranças do distrito de Ipuaçú, Manoel Batista, que acompanhado da esposa dona Antônia e da filha Gil, que apoiavam Geilson foram convencidos por Targino para mudarem o apoio. Abduzidos, seguiram na nave de Targino.   
     
    Seminário
     
    Em escalada para a construção do plano de governo, que deve apresentar na corrida estadual ao Palácio de Ondina, a senadora Lídice da Mata já começou a testar o rumo de sua campanha ao oferecer uma primeira discussão sobre o cenário político baiano atual, no I Seminário Pensar a Bahia Sustentável, em Salvador. O primeiro encontro foi um aperitivo do discurso que pode se intensificar nos próximos meses. Com o tema “Que política é possível”, o primeiro expositor, o carioca, professor e doutor em Sociologia, Luiz Werneck Viana destacou o “desgaste” do panorama político atual.
     
    PMDB irritado
     
    A indicação feita pela presidente Dilma Rousseff de que o assessor especial do ministério da Agricultura, o médico veterinário Enio Marques, será o novo ministro da Agricultura no lugar de Antonio Andrade, desencadeou na última quarta-feira, 19, uma forte reação em setores do PMDB, contrário ao nome. A escolha de Dilma, antecipada pelo blog de Marcelo de Moraes, do estadao.com, tem por objetivo apresentar um nome que aproxime o governo e a campanha da petista do setor do agronegócio. Marques foi sugerido pela presidente da Confederação Nacional da Agricultura, senadora Kátia Abreu (PMDB-TO), o principal elo de Dilma com empresários desta área, tradicionalmente avessa ao petismo.
     
    Prisão domiciliar
     
    O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, posicionou-se contra o pedido do ex-deputado federal José Genoino para que seja transformada automaticamente em definitiva a prisão domiciliar que ele cumpre desde novembro, após passar mal no presídio da Papuda, em Brasília, para onde foi encaminhado junto com outros condenados no julgamento do mensalão. O pedido deverá ser decidido nos próximos dias pelo relator do processo, ministro Joaquim Barbosa. O prazo de 90 dias da prisão domiciliar acabou nesta semana.
     
    Eleições
     
    A noite da última quarta-feira (19) aqueceu os bastidores do cenário eleitoral deste ano e demonstrou que o Partido Progressista é mesmo a cabeça-de-pule do talão da pré-campanha. Enquanto o PP baiano aguardava a confirmação do seu presidente nacional, senador Ciro Monteiro (PI), como ministro das Cidades – o que elevaria o vice, deputado federal Mário Negromonte (BA), à condição de cacique-mor da sigla e selaria de vez o pacto com o PT de Dilma Rousseff –, membros do PMDB estadual propagaram dois "saltos" decisivos para efetivar a candidatura do chefe da sigla, Geddel Vieira Lima, como nome do bloco antipetista, e abalar o rival, Rui Costa (PT).


Os comentários e textos não representam a opinião do portal; a responsabilidade pelo blog é do autor da mensagem.
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia