Em cima da hora:
GM investe US$ 500 milhões em rival do Uber
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Orkut
  • Feeds
  • 08/02/2014


    Sobe - O Centro de Referência em tratamento a pessoa com doença falciforme em Feira de Santana. 
     
    Desce - O Detran, por deixar prazo de investigação vencer e não publicar nenhum resultado.
     
    Mais fogo

    Segundo o colunista Josias Gomes, da editoria de política do site Uol, dirigentes do DEM e do PSDB afirmam que o cabeça da chapa oposicionista será o ex-goverandor ‘demo’ Paulo Souto. Ele hesitava em aceitar o desafio. Bem posto nas pesquisas, foi assediado por correligionários locais e federais. Acabou cedendo. Entretanto, o colunista reforça que “o diabo é que pelo menos dois pares de orelhas com acesso ao gabinete de ACM Neto ouviram-no dizer que o correligionário Souto demorou demais a soltar o ‘sim’”. Quando finalmente livrou-se das dúvidas, há uma semana, o prefeito de Salvador já havia se comprometido em apoiar a candidatura de Geddel Vieira Lima, do PMDB. A decisão realmente deve sair em 15 dias. Até lá, o cerco vai apertar e as especulações vão compor o cenário que deve, finalmente, formar a chapa majoritária da oposição.
     
    Kertzman

    Ontem (7) o pleno do Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA) elegeu por aclamação, Mauricio Kertzman, para o cargo de Ouvidor Geral, que chega ao segundo biênio como juiz membro do TRE-BA.Kertzman é bacharel em Direito pela Universidade Federal da Bahia, e fez especialização em Gestão Empresarial com ênfase em Planejamento Mercadológico, Estruturas de Recursos Econômicos e Financeiros e Planejamento Estratégico. Ele também é diretor da Confederação Israelita do Brasil (CONIB), e vice-presidente da Sociedade Israelita da Bahia (SIB).
     
    Imbassahy

    O deputado federal e ex-prefeito de Salvador Antonio Imbassahy (PSDB) considerou irrelevantes as declarações do deputado estadual e presidente da Assembleia Legislativa da Bahia, Marcelo Nilo (PDT), à Rádio Metrópole, na quinta-feira (6), quando o pedetista disse não gostar do tucano. “Só vou comentar coisas importantes”, afirmou em conversa com o Grupo Metrópole, na manhã de ontem (7), durante a assinatura da ordem de serviço para as obras da Ladeira do Cacau. 
     
    Poderosa

    A presidenta da Petrobras, Graça Foster, foi eleita pela revista norte-americana de negócios Fortune a quarta mulher mais poderosa do mundo. A primeira colocada no ranking de 50 mulheres é a CEO da General Motors, Mary Barra. As norte-americanas dominaram a lista de mulheres poderosas e influentes, com 30 das 50 colocações _ inclusive, as três primeiras. Depois de Mary Barra, a revista lista as CEOs da IBM e da Pepsico, Ginni Rommety e Indira Nooyi, respectivamente. Esta não é a primeira vez que Graça Foster entra nos rankings da publicação. Ela já foi a primeira colocada como a executiva mais poderosa fora dos Estados Unidos em 2012 e em 2013. 
     
    África do Sul 

    A África do Sul terá eleições gerais no dia 7 de maio deste ano, anunciou ontem (7) o presidente do país, Jacob Zuma. “Essa eleições serão históricas porque acontecerão no 20º aniversário na nossa liberdade das amarras do apartheid”, disse Zuma. De acordo com o presidente, ele tem se encontrado com membros da Comissão Eleitoral Independente sul-africana para discutir a preparação do pleito. O partido governista, Congresso Nacional Africano deverá vencer as eleições com mais de 60% apoio.
     
    Prisão cautelar 

    Proposta do ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal, de obrigar juízes a terem que justificar o porquê do deferimento de prisão cautelar no lugar de penas alternativas, é bem recebida por deputado e conselheiro da OAB. A intenção do ministro do STF é contribuir para diminuir a superlotação dos presídios brasileiros. A Lei das Prisões, de 2011 (12.403/11), modificou o Código de Processo Penal (Decreto-Lei 3689/41), determinando que a privação de liberdade deva ser aplicada apenas quando não for cabível a sua substituição por outra medida cautelar.
     
    Donadon

    Está marcada para quarta-feira (12) a votação da representação do PSB que pede a cassação do mandato do deputado afastado Natan Donadon (sem partido-RO). O Plenário da Câmara dos Deputados vai decidir, pela segunda vez, se Donadon perderá ou não o mandato. Desta vez, no entanto, a votação será pelo voto aberto. É a primeira votação de um processo disciplinar sob o novo rito.


Os comentários e textos não representam a opinião do portal; a responsabilidade pelo blog é do autor da mensagem.
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia