Em cima da hora:
Queda de energia em Brotas deixa serviço da Defesa Civil fora do ar
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Orkut
  • Feeds
  • 07/02/2014


    Sobe - Feira de Santana, por ter um dos mais equipados centros de tratamento para portadores de anemia falciforme.
     
    Desce - A insistência de alguns camelôs em continuarem comercializando em locais proibidos.
     
    PRB Mulher pra vice 
     
    A novela do nome para vice na chapa de Rui Costa (PT) ganhou mais um capítulo que apimenta a disputa. Na quarta (5), a vereadora de Salvador, Tia Eron (PRB) foi sugerida para apreciação do governador Jaques Wagner. Eron entra no meio da discussão de que uma mulher agregaria muito na campanha do petista. Ela terá que disputar a vaga com o PCdoB, PP e PDT. Para o presidente da sigla aliada do PT, deputado estadual Sidelvan Nóbrega, o nome da colega não seria má ideia. O dirigente disse que a legisladora “é a melhor opção” e “está à disposição” de uma eventual conversa. “Tia Eron é uma mulher negra, que já está em seu quinto mandato e é conhecida em toda a Bahia”, definiu, perguntando: “Por que não?”
     
    Encontro

    Acontece no auditório Juntahy Magalhães, da Assembleia Legislativa da Bahia, em Salvador, o Encontro Estadual de Lideranças Evangélicas. O evento tem como tema “O Grito da Igreja por um novo Brasil” e realizado pela Confederação dos Conselhos de Pastores Evangélicos do Brasil - CONCEPAB - e pelo Fórum Evangélico Nacional de Ação Social e Política - FENASP. A pespectiva da organização é que centenas de evangélicos, maioria interessada em assuntos políticos, prestigiem o evento agendado para os dias 13 e 14 deste mês. O Encontro Estadual conta com o apoio do Governo do Estado. 
     
    Otto Alencar

    O vice-governador da Bahia, Otto Alencar (PSD), é uma voz dissonante na questão do candidato a vice na chapa majoritária. Ao contrário dos que muitos defendem, para ele a escolha não pode passar pelo critério de genêro. “A escolha não deve ser por aí”, disse Otto, minutos antes de começar o ato de apoio do PCdoB à candidatura de Rui Costa ao governo do Estado. Para Otto, a escolha deve levar em consideração a capacidade administrativa e pondera. “Pode ser um homem ou uma mulher. O que vale é a competência”. Com a possibilidade de a última vaga da chapa governista ser ocupada por uma mulher, o PCdoB ofereceu o nome de Alice Portugal para a disputa. O PP vai de Ena Wilma Negromonte; PDT, Andrea Mendonça; PRB, Tia Eron.
     
    Valença 

    O ex-prefeito de Valença, Ramiro José Campelo de Queiroz, foi preso nesta quinta-feira (06), durante a Operação Ramsés da Polícia Federal (PF) no município. Segundo informações da polícia, durante a ação, os agentes encontraram armas e munições na casa do ex-prefeito. Ele foi preso acusado de porte ilegal de arma.
     
    Ciúmes

    O presidente da Assembleia Legislativa da Bahia (Alba), Marcelo Nilo (PDT), não consegue esconder o desgosto em não ter o nome escolhido para assumir a vaga de vice do candidato do governador Jaques Wagner (PT), o secretário da Casa Civil, Rui Costa. No momento, as especulações giram em torno do nome da ex-deputada Eliana Boaventura (PP). Para Nilo, a escolha de Wagner pelo PP não se configura como uma traição e “o PP é meu parceiro. É um direito dele caminhar com Boaventura. Ela foi suplente duas vezes e foi uma grande parlamentar. Se ela for vice, irei à posse”, revelou, deixando escapar uma ciumeira quando questionado sobre um possivel rompimento do PDT com o PT.
     
    Senado? Não. 

    O presidente do PMDB na Bahia, Geddel Viera Lima, confirmou hoje que será candidato ao governo por meio de dois posts no twitter. Depois de afirmar que questionavam tanto o fato de ir a eventos com o prefeito ACM Neto (DEM), quanto o de ter faltado à reinauguração do plano inclinado Gonçalves ontem, Geddel foi questionado por um seguidor: _ O senhor será o candidato da oposição? Ao que ele respondeu de forma seca: _ serei. Em outro tweet respondendo a provocação de um novo seguidor sobre a candidatura ao senado ele retrucou: _ Sem chances, meu caro! 
     
    De molho 

    A presidente Dilma Rousseff decidiu na quarta-feira, 5, deixar o PMDB “de molho” na discussão da reforma ministerial e chamou dirigentes de outros partidos para definir as trocas do primeiro escalão, que pretende concluir até o carnaval. Dilma conversou com o ex-prefeito de São Paulo Gilberto Kassab e ofereceu ao PSD o comando do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior.


Os comentários e textos não representam a opinião do portal; a responsabilidade pelo blog é do autor da mensagem.
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia