Em cima da hora:
Baile Municipal de Bezerros vende ingressos para show de Araketu
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Orkut
  • Feeds
  • 12/11/2020


    Sobe - PM por reforçar o efetivo durante eleição do próximo domingo.


    Desce - TRE por voltar atrás e flexibilizar atos políticos presenciais.


    Solidariedade


    Alguns candidatos a vereador, de diversos partidos, avançaram para tentar desestabilizar o Solidariedade tentando convencer os candidatos da agremiação a desistirem de suas candidaturas. Alguns chegaram até mesmo anunciar a desistência de seis membros, incluindo Aquiles Santa Bárbara, que desmentiu. Além dele, outros também se manifestaram pela continuidade das suas candidaturas. Na verdade, o único que abandonou o barco foi o ex-presidente do Partido, Pastor Leo.


    Voto de casa é fake


    O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) esclarece que é falso o comunicado que circula em redes sociais e aplicativos de mensagens sobre a possibilidade de se cadastrar em um site para votar em casa, por meio do celular, como substituição ao voto presencial.


    Fique atento


    Todos os anos - especialmente nos anos eleitorais -, chegam aos canais de relacionamento da Justiça Eleitoral relatos de cidadãos que contam terem recebido mensagens de e-mail ou via aplicativos de smartphones com mensagens enganosas que se passam por comunicado oficial.


    Cuidado redobrado


    Essas mensagens sempre oferecem um link de origem duvidosa, que convidam o cidadão a clicar para saber mais detalhes. Contudo, elas são falsas e, ao que tudo indica, são enviadas por criminosos para, por meio delas, coletar dados do cidadão, como o número do CPF, para serem usados em golpes.


    Exige mais


    “Esta é uma eleição atípica, com caos na saúde e na economia”, diz a vereadora Gerusa Sampaio (DEM), em relação ao pleito municipal do próximo domingo, quando o feirense vai escolher o seu futuro prefeito e também a nova composição do Poder Legislativo. Ela se refere aos problemas causados pela pandemia de coronavírus este ano, em todo o país.


    Positiva


    Além de contribuir no combate à pandemia de coronavírus, a medida do Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE), de proibir qualquer tipo de evento ou ato público por parte de candidatos nesta semana que encerra a campanha para o pleito de domingo, coíbe a prática de candidatos que “gostariam de tentar ganhar (a eleição) no dia da votação”, ou nos últimos dias que antecedem a disputa, que acontece no próximo domingo. O problema é que o TRE voltou atrás.


    Quase pronto


    Será entregue nos próximos dias, à comunidade, o Centro para Tratamento da Pessoa Portadora do Transtorno do Espectro Autista (CENTEA). As obras se encontram em fase final, informa o vereador Cadmiel Pereira (DEM). A construção voltada para as pessoas que convivem com a síndrome é de iniciativa da Prefeitura Municipal. Ele disse na terça (10), na Câmara que visitou a futura unidade no fim de semana e ficou entusiasmado em ver que a obra iniciada no ano passado, localizada no bairro Muchila, logo depois do Centro de Convivência para Idosos Dona Zazinha, está em fase de conclusão.


    Compra de voto


    “Não vote neste tipo de candidato”, recomenda o vereador Isaías de Diogo (MDB), sobre políticos postulantes a uma vaga na Câmara e que usam do expediente de “dar dinheiro ou oferecer recursos” para o eleitor, em troca de apoio. A poucos dias do pleito, que acontece domingo, ele disse na terça (10), na Câmara, que o Ministério Público e a Polícia Federal estão agindo para combater este tipo de crime. “Pessoas já estão preparando as malas rosa, preta e amarela e até cuecas cheias de dinheiro para tentar comprar a dignidade e o caráter e burlar a legislação”.


    Só uma vez


    Com apenas uma aparição no programa eleitoral gratuito exibido na televisão, o vereador João Bililiu (PSD) aproveitou a última sessão legislativa na Câmara Municipal, na quarta-feira, 11, para “pedir desculpas aos amigos e eleitores”, em virtude da pouca visibilidade que lhe foi oferecida pelo partido, nesse período de campanha. “Manda quem pode e obedece quem tem juízo”, disse ele, em protesto, durante pronunciamento na Tribuna da Casa, o último antes do pleito de domingo. Garantiu que continuará trabalhando até “o final do mandato, independentemente do resultado da eleição”.


    Não atende


    Defensor da causa dos camelôs e crítico das condições contratuais que eles estão enfrentando, sendo transferidos do centro da cidade para o Shopping Popular, o vereador Luiz da Feira (PROS) diz que não está mais conseguindo conversar com o secretário de Trabalho, Turismo e Desenvolvimento Econômico do Município, Antônio Carlos Borges Júnior, sobre o assunto. “Ele não atende o telefone e não resolve os problemas da classe”, afirmou o vereador, na terça (10), em pronunciamento na Câmara.



Os comentários e textos não representam a opinião do portal; a responsabilidade pelo blog é do autor da mensagem.
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia