Em cima da hora:
Projeto contra corrupção do MPF já coletou mais 31 mil assinaturas na PB
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Orkut
  • Feeds
  • 17/09/2020


    Sobe - Diretório Municipal do Cidadania por vencer demanda judicial e reconquistar autonomia.


    Desce - O escritor Paulo Coelho por pedir, mas sem sucesso, boicote à economia brasileira.


    Ponto facultativo


    Amanhã, 18 de setembro, quando Feira de Santana comemora aniversário de sua Emancipação Política e Administrativa, será ponto facultativo na Câmara Municipal. A Prefeitura Municipal, por meio de decreto, também determina ponto facultativo nas repartições de sua alçada. Nesta data, o município completa 187 anos de sua fundação.


    Não é feriado


    O curiosos é que na data do aniversário da cidade, não é feriado municipal como é comum em milhares de municípios. O motivo é que Feira de Santana atingiu o limite máximo de feriados municipais determinado em lei. O ponto facultativo dispensa a obrigatoriedade do funcionamento dos órgãos públicos que não sejam considerados essenciais, em datas comemorativas, mas o comércio e demais serviços vão funcionar normalmente no dia 18.


    Edição especial


    Também amanhã, Folha do Estado vai publicar um caderno especial trazendo reportagens e artigos jornalísticos de feirenses que valorizam a diversidade e o encantamento do povo por sua terra. Com o tema quando o amor vira proteção, a edição vai tratar da Feira de Santana, no contexto da pandemia imposta pela covid-19 e resgatar as memórias afetivas de uma cidade altaneira, que se ver obrigada a se reinventar para cuidar do futuro da sua gente. Em nome do nosso Diretor de Redação Danilo Guerra e editor do especial, agradecemos todos os colaboradores que participaram desse presente que ficará nos anais da história da nossa cidade. O caderno é de leitura indispensável.


    Libras nas escolas I


    A Prefeitura de Feira de Santana, através da Secretaria de Educação, receberá autorização legislativa, para inserir na grade curricular das escolas da rede pública municipal de ensino, noções básicas da Língua Brasileira de Sinais - Libras.


    Libras nas escolas II


    Projeto da iniciativa do vereador Cadmiel Pereira (DEM), com objetivo de propiciar a inclusão dos alunos portadores de deficiência auditiva e a socialização destes no ambiente escolar, foi aprovado por unanimidade em primeira discussão na quarta-feira (16), na Câmara, devendo passar pacificamente pela segunda e última votação na próxima semana.


    Homossexualismo


    “Ninguém pode mais tocar no assunto homossexualismo, usar o termo gay ou lésbica, que sofre processo”, afirma o vereador Edvaldo Lima (DEM), em referência a dois irmãos pastores evangélicos mineiros, que respondem a processos por criticarem a prática homossexual. Por conta disto, explicou o vereador, os pastores Ana Paula e André Valadão vêm sofrendo ataques nas redes sociais e foram processados. O vereador ver perseguição aos evangélicos, “que amam e respeitam todas as pessoas, mas não aos seus pecados, independente da orientação sexual”, explicou.


    Shopping não é popular


    Enquanto os ambulantes irão ocupar 9 mil m², o grupo responsável pela gestão do shopping popular vai controlar e explorar os outros 21 mil m², estima o vereador Luiz da Feira (PROS), contrário a forma como foi firmada a PPP entre Prefeitura e os empreendedores. Ele diz que é indevido chamar o equipamento de “Shopping Popular”, com a diferença no tamanho das áreas destinadas aos camelôs em relação ao que se encontra à disposição dos parceiros privados.



Os comentários e textos não representam a opinião do portal; a responsabilidade pelo blog é do autor da mensagem.
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia