Em cima da hora:
UPE abre inscrições para cursos de idiomas e informática nesta segunda
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Orkut
  • Feeds
  • 20/07/2017


    Sobe - A crescente força do nome de José Ronaldo para disputar o Senado em 2018


    Desce - A Justiça eleitoral por impor recadastramento biométrico para os maiores de 70 anos que são desobrigados de votar

     

    Visitas ilustres


    As homenagens durante o dia a José Ronaldo foram completadas na noite da terça-feira, quando, na missa, estiveram presentes, para prestigá-los, o atual prefeito de Salvador ACM Neto; o vice, Bruno Reis; o ex-governador, Paulo Souto; os deputados Paulo Azi (DEM), federal, e Adolfo Viana (PSDB), estadual. Outros prefeitos de cidades vizinhas, que não estavam pela manhã, também se fizeram presentes na missa.


    Ronaldo e Neto


    Na noite de terça-feira (18), na igreja Senhor dos Passos, depois da missa que celebrou o aniversário de José Ronaldo, ACM Neto, que veio ao evento, se manifestou sobre sua candidatura. "Não posso falar sobre candidatura a governador ainda, tem muito tempo até 2018" e emendou: "sobre José Ronaldo pode acontecer a saída dele do DEM para ingressar em outro partido, mas do nosso mesmo campo. É impensável não estarmos juntos no próximo pleito".


    Ronaldo e o Senado


    Na entrevista de Neto aos repórteres que estavam na igreja, quando versaram sobre a candidatura de José Ronaldo ao Senado, na chapa encabeçada por Neto, o prefeito de Salvador respondeu que uma chapa não pode ser construída sem avaliar o nome de Ronaldo como participante dela. As avaliações, segundo Neto, são positivas nessa direção, pois o objetivo é eleger o governador e os dois senadores.


    Fernando de Fabinho


    Uma figura, que esteve ausente nos quatro últimos anos no aniversário de José Ronaldo apareceu na missa de terça-feira. Trata-se do ex-deputado federal Fernando de Fabinho, que, depois de José Ronaldo e Neto, foi o mais festejado dos presentes. É bom registrar que, desde o final do ano passado, Fernando de Fabinho retornou à Feira fixando a sua residência. O povo não esqueceu dele.


    Lei sancionada


    O presidente Michel Temer sancionou ontem (19), o projeto de lei que libera crédito extra de R$ 102 milhões ao Ministério da Justiça para normalizar a emissão de passaportes. A assinatura dependia apenas de um parecer técnico do Ministério do Planejamento. A expectativa do governo federal é que o serviço seja normalizado até esta sexta (21). O Congresso nacional aprovou o projeto de lei na última quinta-feira (13), na última sessão antes do recesso parlamentar.


    Delação fechada


    Condenado a mais de 37 anos no Mensalão, o empresário Marcos Valério fechou um acordo de delação premiada com a Polícia Federal (PF). Antes, a tratativa foi recusada pelo Ministério Público de Minas Gerais (MP-MG). O acordo, no entanto, ainda precisa da homologação do Supremo Tribunal Federal (STF), já que cita políticos com foro privilegiado na Corte, como o senador Aécio Neves (PSDB-MG). Para "concluir procedimento de colaboração premiada", o juiz Wagner de Oliveira Cavalieri autorizou a transferência de Valério da Penitenciária Nelson Hungria, em Contagem (MG).


    Misturador de voz


    Diante da intensificação da crise política com a divulgação das gravações feitas pelo empresário Joesley Batista, o Palácio do Planalto instalou um "misturador de voz" no gabinete do presidente Michel Temer (PMDB). O aparelho, que emite uma frequência sonora responsável por danificar vozes gravadas, gera um chiado no áudio. Dessa forma, quem tenta ouvir a gravação, não consegue entender o que foi dito. Segundo informações do Blog do Camarotti, no G1, outras unidades do aparelho foram instaladas nos gabinetes dos ministros.  



Os comentários e textos não representam a opinião do portal; a responsabilidade pelo blog é do autor da mensagem.
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia