Em cima da hora:
Enchente atinge bananais em três cidades do Vale do Ribeira, SP
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Orkut
  • Feeds
  • 14/07/2017


    Sobe - Animação da torcida do Flu de Feira para o jogo decisivo contra o Campinense, no próximo domingo.

     

    Desce - Empresas que comercializam produtos vencidos e estragados prejudicando a saúde dos consumidores.

     

    Aniversário do Prefeito

     

    Na próxima terça (18), o prefeito de Feira de Santana, José Ronaldo de Carvalho completa mais um ano de vida, e a tradicional comemoração se estenderá durante todo o dia. As 06h, acontece a Alvorada, na residência de Ronaldo. Às 07:30h, tem o café da manhã, que será servido no Roque's Buffet, e para finalizar, às 18:00h, será realizada uma missa festiva na Igreja Senhor dos Passos.

     

    Faltou tornozeleira

     

    O ex-ministro Geddel Vieira Lima permanece preso em Brasília pela falta de tornozeleira eletrônica no Distrito Federal, ontem (12), um desembargador do Tribunal Regional Federal da Primeira Região (TRF1) converteu a prisão preventiva em domiciliar. No entanto, a ausência do equipamento de monitoramento atrasa o cumprimento da determinação. Em nota, a Secretaria da Segurança Pública e da Paz Social (SSP/DF) alega que o contrato para disponibilizar equipamento foi assinado recentemente. Por isso, o órgão vai remeter um ofício ao TRF1, que deverá decidir como será o procedimento neste caso.

     

    Admitiu erro

     

    Em meio à sentença que condenou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), o juiz Sérgio Moro reconheceu que pode ter cometido um erro na liberação da conversa entre o petista e a então presidente Dilma Rousseff (PT). O caso, conhecido como áudio do Messias, aconteceu em março de 2016. Na ligação, Dilma diz a Lula que está enviando o assessor José Messias ao encontro dele com o termo de posse de ministro, a fim de que o documento fosse usado em caso de necessidade.

     

    Sem substituto

     

    Integrantes da cúpula do PT admitem que não há candidato para concorrer à Presidência da República em 2018, caso o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva não possa concorrer. Em entrevista à colunista Andréia Sadi, do G1, alguns petistas disseram que é necessário discutir outros quadros para o pleito do ano que vem. Por outro lado, os petistas evitam falar em plano B, para não desmotivar a base nem dar discurso para a oposição. Petistas ouvidos já esperam uma condenação de Lula em segunda instância no caso triplex e outra condenação no âmbito do caso do sítio em Atibaia.

     

    MPF pede nova preventiva

     

    Menos de 24 horas após o Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1) conceder a prisão domiciliar ao ex-ministro Geddel Vieira Lima (PMDB-BA), o Ministério Público Federal (MPF) fez um novo pedido de prisão preventiva. Nesta segunda petição, a Procuradoria apresenta novas provas sobre o envolvimento do político baiano em fatos criminosos e também na tentativa de obstruir uma eventual delação premiada do doleiro Lúcio Bolonha Funaro, identificado como operador de propina do PMDB. Segundo informações da Época, o MPF também apresentou um depoimento inédito de Funaro, em que o operador conta que levava malas de dinheiro para a residência de Geddel em Salvador.

     

    #342

     

    O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), rejeitou o pedido feito por governistas para iniciar a sessão que vai votar a denúncia contra o presidente Michel Temer com 257 deputados. Segundo informações do Blog da Andréia Sadi, do portal G1, o parlamentar já descartou essa possibilidade em conversas com aliados. Para Maia, uma votação de peso, envolvendo a denúncia contra o presidente da República, precisa de quórum alto, ou seja, de ao menos 342 deputados, o equivalente a dois terços da Casa. O número é o mesmo necessário para a denúncia ser aceita.

     

    Devolução de mandato

     

    A Procuradoria-Geral da República (PGR) deverá recorrer contra a devolução do mandato do senador Aécio Neves (PSDB-MG). A decisão foi tomada monocraticamente pelo ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), após o relator Edson Fachin determinar o afastamento do tucano. De acordo com o colunista Lauro Jardim, de O Globo, a PGR deve protocolar o recurso tão logo acabe o recesso do Judiciário, em agosto.

     

    Pena alta

     

    Embora tenha concedido prisão domiciliar a Geddel Vieira Lima (PMDB-BA), o desembargador Ney Bello não descarta uma pena mais severa ao ex-ministro da Secretaria de Governo. O magistrado considera a possibilidade de Geddel ter, de fato, se envolvido nos crimes denunciados pelo Ministério Público Federal (MPF). "Acaso verdadeiro o que se diz no decreto prisional - que Geddel Vieira Lima se apossou de mais de R$ 20 milhões por sua intermediação para a liberação de recursos da Caixa para J&F, Mafrig, Alpargatas, Seara e Bertin - será o caso de sanção criminal que pode chegar a mais de 80 anos de cárcere", adiantou Bello na decisão.  



Os comentários e textos não representam a opinião do portal; a responsabilidade pelo blog é do autor da mensagem.
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia