Em cima da hora:
GM investe US$ 500 milhões em rival do Uber
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Orkut
  • Feeds
  • 27/11/2020


    27.11.2020 11h55m
    Recomendar

    Sobe - Brasil por apresentar pelo 4º mês consecutivo saldo positivo na geração de emprego.

     

    Desce - Prefeitura de Antônio Cardoso por ter contas rejeitadas pelo TCM.

     

    Reforços I

     

    Três servidoras da Prefeitura de Feira de Santana encontram-se à disposição da Delegacia Especial de Atendimento à Mulher nesta cidade. Autora da reivindicação ao prefeito Colbert Martins Filho, para o reforço de pessoal neste órgão de segurança, a vereadora Gerusa Sampaio (DEM), disse esta semana, na Câmara, que a sensibilidade do gestor municipal merece ser reconhecida e que “este é um dos motivos para estar ao seu lado”.

     

    Reforços II

     

    Segundo ela, em momento algum o gestor levou em conta ser a delegacia um equipamento da responsabilidade do Governo do Estado. “Prevaleceu o propósito de um trabalho em sincronia, independente de siglas partidárias”. Gerusa acredita que o aumento no número de queixas contra agressores, em Feira, reflete o fato das mulheres se sentirem “mais acolhidas, amparadas e com coragem para denunciar”.

     

    Cestas básicas

     

    A distribuição de cestas básicas à comunidade através da Prefeitura de Feira de Santana, nos últimos dias, é caracterizada pelo vereador Alberto Nery (PT) como uma medida eleitoreira. Assim ele manifestou-se esta semana, em pronunciamento na Câmara considerando a prática como “compra de voto”.

     

    Rui e violência

     

    O encontro político do governador Rui Costa (PT) com vereadores e ex-candidatos ao Legislativo em Feira de Santana, esta semana, foi criticado pelo seu opositor na Câmara, Cadmiel Pereira (DEM). “Nunca veio à cidade para tratar da questão da violência”, comparou, em pronunciamento na Casa da Cidadania. Cobrou do governador explicações sobre a obra inacabada do Centro de Convenções e a construção de escolas na cidade.

     

    Lagoa


    A pavimentação no entorno da Lagoa Grande, por parte da Prefeitura, só pode ser feita após concluída pelo Governo do Estado a obra de esgotamento sanitário na região. O esclarecimento é do vereador Lulinha (DEM), que falou sobre o assunto esta semana, na Câmara. “Por enquanto, o esgoto está lá sem ser terminado”.

     

    Lagoa II


    “Por causa disso, a Prefeitura não pode fazer o asfalto”, justifica o aliado do Governo Municipal. Ele considera “falha grave” do governador Rui Costa o atraso na realização das necessárias obras de saneamento básico em execução na Lagoa Grande.

     

    Compra de votos


    “Compra de votos, calúnia e trapaça” foram algumas das “artimanhas” utilizadas por candidatos para influenciar a população de Feira de Santana, nas eleições 2020, afirmou o vereador Fabiano da Van (MDB) esta semana, na Câmara Municipal. Na opinião dele, que apesar dos 2.755 votos não obteve a reeleição, “ações e campanhas corruptas” causaram prejuízos para quem buscou honestamente uma vaga no Legislativo.

     

    Compra de votos II


    “Nesta Casa, vários vereadores que se comprometeram e trabalharam em benefício do município durante os últimos quatro anos foram muito prejudicados”. O emedebista diz que há uma forma de que esse impacto seja atenuado, no resultado final da eleição, dia 29, quando acontece o segundo turno para escolha do futuro prefeito. Ele defende a continuidade do atual gestor, Colbert Martins Filho (MDB).

     

    Consciência Cidadã

     

    Em vez de “Consciência Negra”, a comemoração anual realizada no dia 25 de novembro, deveria ser destinada à “Consciência Cidadã”, defende o vereador Edvaldo Lima (MDB), que propôs a mudança em pronunciamento na Câmara esta semana. Segundo ele negros e brancos são iguais e o Dia da Consciência Negra serve para tratar os cidadãos desta cor “como coitadinhos, colocando este grupo da população lá em baixo”.



  • 26/11/2020


    26.11.2020 11h48m
    Recomendar

    Sobe - Feirão Serasa Limpa Nome por oportunizar mais de 200 mil feirenses quitarem suas dívidas.


    Desce - O alto número de inadimplentes em Feira de Santana.


    Café com líderes


    Ontem, dezenas de pastores e lideres de Feira de Santana se reuniram com os deputados federais Marcos Feliciano e Abílio Santana para discutirem as ações evangélicas em Feira de Santana e reforçar a linha de apoio à candidatura de Colbert Filho (MDB). Durante o encontro Marcos Feliciano chegou a sugerir que caso eleito, Colbert deveria fazer a maior cruzada evangélica da cidade. O evento também contou com a participação do cantor Marcos Antônio, também conhecido como o negão abençoado.


    35 candidatos I


    Não reeleito para a próxima legislatura, o vereador Marcos Lima (DEM) observa que uma eleição atípica, com grande número de concorrentes - a principal região onde ele atua registrou aproximadamente 35 candidatos - teria sido a causa de uma intensa divisão de votos e, consequentemente, de algumas surpresas, nas eleições para a Câmara Municipal este ano, em Feira de Santana.


    35 candidatos II


    Em pronunciamento na Casa da Cidadania ele disse que mesmo tendo obtido 3.776 votos, uma das maiores do seu partido e de todo o pleito para o Legislativo, não conseguiu a reeleição. Em uma área de forte atuação política do vereador, dezenas de candidatos de diversas legendas causaram “votação dividida” que prejudicaram a sua meta, conforme avalia.


    Lembrados e esquecidos


    As cirurgias realizadas no Hospital Geral Clériston Andrade, conforme a vereadora e ex-servidora da unidade, Neinha (DEM), atendem as necessidades de pacientes de outros municípios, enquanto os de Feira de Santana são esquecidos. “Quem em Feira não sabe que não se tem acesso (às cirurgias) porque o PT fechou as portas? As que aconteceram lá dentro foram de outras cidades para beneficiar seus prefeitos”, afirmou ela na Câmara, em discurso em que atacou o Partido dos Trabalhadores.


    Regulação


    A vereadora criticou o sistema de regulação (transferência de pacientes graves para hospitais de alta complexidade) de responsabilidade do Estado. “Quantas pessoas em Feira chegam na porta do Clériston e dizem que são regulados?”. Recordou ainda do dia que esteve no HGCA representando a Comissão de Saúde do Legislativo e o governador “não deixou o diretor do hospital falar, pois o povo que assume cargo do PT não tem voz ativa”. Atualmente, segundo a vereadora, está “uma loucura” no HGCA para pagar maqueiro, faxineiro etc, antes do dia 29 (data da eleição em segundo turno), “porque querem correr atrás e dizer que o 13 faz”.


    Ataque e defesa


    “O prefeito Colbert Martins Filho foi inocentado por todos os trâmites da Justiça”, reagiu o vereador Cadmiel Pereira (DEM) ao pronunciamento de Roberto Tourinho (PSB), que na terça-feira, 24, na Câmara, lembrou da prisão do gestor municipal e candidato à reeleição no próximo domingo, tendo como adversário o petista Zé Neto.


    Ataque e defesa II


    Ex-candidato ao Poder Executivo e não habilitado ao segundo turno, Tourinho criticou defensores da reeleição de Colbert que tentam desclassificar o concorrente pelo fato de que seu partido (PT) tem como maior liderança o ex-presidente Lula, que já foi condenado e cumpriu prisão, encontrando-se atualmente em liberdade provisória.


    E-título


    O eleitor que quiser utilizar o e-Título na votação do segundo turno das eleições pode baixar o aplicativo até as 23h59, de sábado (28), as informações são do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O 2º turno acontece no domingo (29), em 57 municípios brasileiros.


    E-título II


    Segundo informações da Agência Brasil, o eleitor também pode utilizar o e-Título como documento oficial de identificação, caso tenha feito o cadastramento biométrico. Com o aplicativo também é possível saber qual a localização da seção eleitoral.


    Desserviço


    A ex-presidenciável Marina Silva (Rede) utilizou as redes sociais para criticar o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) após o parlamentar acusar a China de ter pretensões de praticar espionagem por meio de sua rede de tecnologia 5G. “O deputado Eduardo Bolsonaro presta um enorme desserviço ao país, ao disparar uma acusação desaforada contra a China, o maior parceiro comercial do Brasil”.



  • 25/11/2020


    25.11.2020 11h07m
    Recomendar

    Sobe - Policiais do Serviço de Investigação da Delegacia de Repressão a Roubo de Cargas pelo excelente trabalho realizado em Feira de Santana.


    Desce - Comportamento de pessoas que estão ignorando os sinais de uma possível segunda onda da covid-19, em Feira.


    Apoio velado


    Em live realizada na noite de segunda-feira (23), com o ex-deputado Targino Machado, a presidente do PSL na Bahia, Dayane Pimentel, candidata derrotada nas urnas no primeiro turno das eleições em Feira, mais uma vez sinalizou, de forma velada, seu apoio à candidatura de Zé Neto. Ao contrário do que afirmou em entrevista coletiva semana passada, quando disse que iria anular o voto ou votar em branco, no papo com Targino, ela garantiu que não procederá mais dessa forma, mas que em Colbert não votará jamais.


    Apoio velado II


    Sob a insígnia “a federal de Bolsonaro”, Dayane foi eleita em 2018 como a deputada federal mais votada da Bahia. Sua principal bandeira foi o antipetismo e, chegou a afirmar que ia ajudar a “varrer o PT da Bahia”. Por outro lado, informações correm nos bastidores que ela teve um encontro secreto com Rui Costa para costurar apoio. A informação foi negada pelo governador, que assegurou ter conversado com o ex-deputado Targino, com quem Dayane dialogou e recebeu elogios na noite de segunda passada.


    Otimista


    Depois de perder a eleição em primeiro turno na capital, centro do poder administrativo da Bahia, o governador Rui Costa quer recuperar o fôlego e tem demostrado otimismo com os rumos que a campanha do petista Zé Neto vem tomando em Feira de Santana.


    Otimista II


    Prova disto é a participação intensa do chefe do executivo estadual na cidade em carreatas, encontros e reuniões em diversos espaços. Rui chegou a afirmar para a imprensa da capital que está confiante para a disputa do próximo domingo, tanto em Feira quanto em Conquista, cidades nas quais o PT vai pra o embate contra o MDB de Colbert e de Herzem Gusmão, respectivamente.


    Os dois lados


    A quatro dias do eleitor feirense ir à urna para o segundo turno da eleição municipal no domingo (29), os arranjos eleitorais já tomaram forma em Feira de Santana, trazendo algumas surpresas, até do ponto de vista ideológico-partidário.


    ACM Neto x Rui Costa


    O petista Zé Neto e o emedebista, candidato a reeleição, Colbert Martins Filho costuraram apoios, fortaleceram diálogos com partidos já coligados e usaram um destino comum: a capital Salvador. Seja no Palácio de Ondina, residência oficial do governador do Estado ou no Palácio Tomé de Souza, sede da Prefeitura de Salvador, muitos acordos passaram por estes espaços, que reúnem Rui Costa (PT) de um lado e ACM Neto (DEM) do outro.


    Eleição limpa


    O Ministério Público Eleitoral (MPE) foi acionado contra supostos crimes eleitorais cometidos por candidaturas adversárias em Feira de Santana e Vitória da Conquista, cidades onde os petistas Zé Neto e Zé Raimundo disputam o segundo turno, respectivamente, contra Colbert Martins e Herzem Gusmão, ambos do MDB e em busca da reeleição. A ação, ajuizada na segunda-feira (23), acusa campanhas de promover boca de urna, abuso do poder político e econômico bem como compra de votos.



  • 24/11/2020


    25.11.2020 11h04m
    Recomendar

    Sobe - Esforço coletivo de diversas organizações na produção de vacinas para combater a covid-19.


    Desce - Produtores de fake news e discussões polarizadas em torno do segundo turno das eleições em Feira.


    O porquê


    Descriminalização de drogas, permissão de casamentos homoafetivos e discussões sobre “ideologia de gênero”. Estas, segundo o vereador Edvaldo Lima (MDB), em pronunciamento na sessão de segunda-feira, 23, da Câmara, teriam sido algumas das pautas atribuídas ao PT, “contidas no estatuto do partido”, que foram fundamentais para que ele saísse da sigla.


    O porquê II


    Diz ter deixado a legenda para buscar uma outra com “viés mais conservador”. Além de considerar essas “recomendações” um desrespeito às famílias cristãs, Edvaldo Lima acredita que trazem risco para a saúde e a segurança da população.


    Esquecido


    Sentindo-se “esquecido, usado e ignorado” por alguns amigos e também “pelo líder”, após perder a reeleição para a Câmara Municipal na próxima legislatura, o vereador Zé Filé (PSD) justificou ontem, em pronunciamento na Casa da Cidadania, a sua decisão de apoiar ao candidato a prefeito Zé Neto (PT), no segundo turno das eleições em Feira de Santana.


    “Divergências”


    Apesar de admitir divergências com o candidato a prefeito pelo seu partido, Zé Neto, e considerar que ele tenha dado “uma declaração infeliz” em entrevista, o vereador Alberto Nery (PT) disse que vai apoiar o deputado federal na corrida pelo comando administrativo do Município, no segundo turno do pleito. “Nós temos diferenças. Não estou no Partido dos Trabalhadores para dizer amém a quem quer que seja”, disse ele.


    Divergência II


    Mesmo entendendo ter sido “prejudicado por muitos”, inclusive dentro do grupo político a que pertence, pois “colocaram candidatos” em suas bases eleitorais, e de receber contatos na tentativa de que mude de posição no segundo turno das eleições para prefeito, Lulinha (DEM), que não se reelegeu para mais um mandato, afirma que vai continuar ao lado de Colbert. “Não tem conversa. Jamais irei trair meu grupo político”, disse ele.


    Também não


    Inspirada em seu avô, que foi “político a vida toda”, a vereadora Neinha diz que, embora não lhe tenha faltado “convite para ir a Salvador e ter ajuda”, não abandonará a candidatura à reeleição do atual prefeito Colbert Filho (MDB). “Não fiz acordo porque não preciso de acordo, porque quando Deus fala, ninguém pode invalidar”, afirmou.


    Medida crucial


    A substituição de alguns ocupantes do primeiro escalão é uma medida crucial a ser adotada pelo prefeito Colbert Martins Filho, caso seja reeleito para um mandato de quatro anos - ele comanda os destinos da gestão municipal há dois anos e meio em lugar de José Ronaldo, que deixou o cargo em 2018 para candidatar-se a governador da Bahia. Esta observação foi feita pelo líder do Governo, Marcos Lima.


    Militar na Câmara


    “Rogamos a Deus que nosso amigo possa transitar bem e ajudar a corporação”, disse na segunda-feira, 23, o vereador Sargento Josafá Ramos (DEM), sobre o seu colega da Polícia Militar Correia Zezito, eleito para a próxima legislatura da Câmara de Feira de Santana. Mesmo com a vitória de outro PM, ele diz que o resultado da eleição poderia ter sido melhor para a categoria, se fosse reeleito para mais um mandato.



  • 21/11/2020


    23.11.2020 11h21m
    Recomendar

    Sobe - Pesquisador baiano que trabalha na Alemanha para aperfeiçoar tratamentos de câncer de próstata.


    Desce - Comportamento racista, preconceituoso e discriminatório de parte da população que ainda não desenvolveu a consciência humana de que somos todos iguais.


    Atenção


    Uma grave denúncia e importante alerta ao Tribunal Regional Eleitoral, em Feira de Santana, sobre a segurança dos locais de votação, no pleito do dia 29 próximo, quando acontece o segundo turno para prefeito neste município. De acordo com o vereador Lulinha (DEM), locais onde se encontravam as urnas estiveram sem qualquer policiamento, na primeira etapa da eleição, último dia 15.


    Abraço


    Considerado “rei do abraço” na Câmara de Feira de Santana, o vereador Luiz da Feira (PROS) está lamentando não poder fazer o que mais gosta, para comemorar a reeleição no último pleito, assegurando presença na Casa da Cidadania pelos próximos quatro anos. Mesmo feliz com a conquista, ele disse na Câmara, esta semana, que não está completa a sua alegria, por não poder festejar abraçando os amigos, devido as medidas de prevenção à pandemia de covid-19.


    Republicanos


    Com 211 prefeitos, 181 vice-prefeitos e 2.603 vereadores eleitos em todo o Brasil, o partido Republicanos evoluiu “de forma expressiva” em comparação com a última eleição municipal, avalia Eli Ribeiro. “Este resultado vem da confiança em Deus e no trabalho dos membros que compõem o partido que, ainda com poucos recursos, conseguiram realizar suas campanhas”.


    Republicanos II


    Em Feira de Santana, além da terceira posição na classificação dos candidatos a prefeito, com o deputado estadual José de Arimateia, ele considera um resultado exitoso a sua reeleição para a Câmara como o 7º sétimo mais votado entre centenas de candidatos a uma vaga no Legislativo.


    Praça e banco


    A instalação de uma agência bancária (seria do Itaú) e a construção de uma praça de alimentação em Humildes, estarão entre as metas do vereador Zé Curuca (DEM), na próxima legislatura. Ele anunciou estas prioridades para o distrito de maior população em Feira de Santana durante pronunciamento na Câmara Municipal esta semana. Garante já ter mantido contato com o senador Otto Alencar (PSD) e o deputado federal José Nunes (PSD) sobre o assunto.


    A ausência


    “Quem mais sofre é a família”. A reflexão é do experiente vereador Roberto Tourinho (PSB), sobre a atividade política, especialmente pela ausência que se torna uma rotina na vida do homem (e da mulher) público. Em pronunciamento esta semana na Câmara, o recordista de mandatos legislativos entre os atuais vereadores diz que o problema se torna maior, principalmente no período de campanha eleitoral, como a que está acontecendo.


    Violência


    A população de vários povoados do distrito Tiquaruçu, em Feira de Santana, está apelando ao comando da 67ª Companhia Independente da Polícia Militar que intensifique a segurança nesses locais. Representando essas comunidades, o vereador Cadmiel Pereira (DEM) obteve a aprovação por unanimidade, na Câmara Municipal, de um requerimento a ser encaminhado ao major André Luiz Cavalcante Vieira, comandante do órgão, reivindicando providências.


    Anulação de eleição


    Tribunal Superior Eleitoral (TSE) informou na sexta-feira (20), que circulam nas redes sociais mensagens falsas sobre a anulação das eleições em alguns municípios por suspeita de fraude na urna eletrônica. Segundo o TSE, desde a implantação da votação por meio eletrônico, em 1996, nunca houve constatação de fraude no sistema de votação.


    Renovação de 57%


    Das 21 vagas da Câmara Municipal de Vitória da Conquista, 12 serão ocupadas por candidatos que não faziam parte da atual legislatura, o que corresponde a uma renovação de 57,14% na casa. No próximo mandato, apenas duas vagas serão ocupadas por mulheres, sendo que ambas estão sendo reeleitas.


    Renovação 57% II


    As maiores bancadas são do PT e MDB, com quatro vereadores cada um. Inclusive, ambos os partidos disputam o segundo turno para a prefeitura do município. O PCdoB vem logo atrás com três vereadores.



  • 20/11/2020


    20.11.2020 12h06m
    Recomendar

    Sobe - O trabalho desenvolvido por ativistas negros de Feira de Santana fortalecendo as políticas afirmativas na cidade.


    Desce - Empresas que comercializam produtos falsificados e que viraram alvo de operação da Receita Federal.


    Republicanos


    As pesquisas em torno das eleições para prefeito em Feira de Santana mostravam o candidato José de Arimatéia, do Republicanos, com a possibilidade de obter entre 1% e 3,5%, além de uma modesta quinta posição no resultado final, entre os oito postulantes ao Poder Executivo Municipal. “Mas, as urnas mostraram a força do partido”, afirma o vereador desta legenda na Câmara de Feira de Santana, Eli Ribeiro, reeleito para mais um mandato.


    Nasci pra isto


    Continuar ajudando a população em suas diversas demandas, é o objetivo do vereador Fabiano da Van (MDB), ao comprometer-se em discurso na Câmara, esta semana, de seguir atuando junto ao poder público por melhorias para a qualidade de vida em Humildes e também nos bairros que representa como liderança política – mesmo sem mandato legislativo a partir de 1º de janeiro de 2021. “Nasci para isto”, disse ele, no plenário da Casa da Cidadania.


    Maior percentual


    O município baiano de Nova Itarana, na região de Amargosa, a 156 quilômetros de Feira de Santana, elegeu o prefeito com maior percentual de votos na Bahia. Com 100% das urnas apuradas, Danilo de Zeu (PSD) foi reeleito com 87,44%, o que equivale a 4.199 votos do colégio eleitoral. O oponente, Elisio de Nova Itarana (DEM), teve 603 votos, 12,56%. Segundo último censo do IBGE, Nova Itarana tem 7.435 habitantes, sendo 6.429 eleitores.


    Os top five


    O FOLHA DO ESTADO também separou as cinco cidades baianas que elegeram prefeitos com os maiores percentuais. Confira: Nova Itarana, Danilo De Zeu (PSD) - 87,44%; Pilão Arcado, Orgeto Bastos (PP) - 79,20%; Floresta Azul, Gicélia Santana (PSB) - 78,50%; Buerarema, Vinícius Ibrann (DEM) - 74,46% e Castro Alves, Thiancle (PSD) - 73,67%.


    Não se vende


    O vereador Lulinha (DEM), disse que permanece ao lado do prefeito Colbert Martins e do grupo ao qual pertence o ex-prefeito José Ronaldo de Carvalho. O democrata deixou claro que não se vende e que pedirá sim voto para reeleger Colbert.


    Não se vende II


    “Temos que ter lado e vamos continuar ao lado de quem pode fazer com que Feira continue crescendo e se desenvolvendo. Já recebi até ligações de pessoas tentando conversar com o vereador Lulinha, mas eu nunca me vendi”, afirmou o vereador.


    A mudança


    Em vídeo gravado e publicado em suas redes sociais, o vereador Alberto Nery (PT) foi categórico ao afirmar que não há outro caminho para Feira de Santana que não seja o da mudança. Segundo ele, a cidade está clamando por transformações que efetivamente desenvolvam a Princesa do Sertão e quem vive nela.


    Menos mulheres


    Após o pleito municipal do último domingo (15), o número de mulheres nas prefeituras de cidades baianas caiu em comparação com as eleições de 2016. Enquanto naquele ano, 54 mulheres conseguiram o comando de suas cidades, em 2020 esse número caiu para 51.


    Macapá


    O plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu ontem (19), por unanimidade, marcar a eleição municipal em Macapá para os dias 6 de dezembro, em primeiro turno, e 20 de dezembro, em segundo turno, se houver. Macapá é a única cidade brasileira que não foi às urnas no último domingo (15), para escolher o novo prefeito e os vereadores.



  • 19/11/2020


    20.11.2020 11h58m
    Recomendar

    Sobe - Vacina Pfizer por concluir fase 3 de estudos com 95% de eficácia.


    Desce - Homem que foi preso em Feira de Santana portando objetos furtados.


    Gratidão


    Um agradecimento especial a “todos os líderes espirituais” que “abriram as portas” para abençoá-lo, registrou na sessão de quarta-feira, 18, da Câmara Municipal, o vereador Edvaldo Lima. Reeleito para mais um mandato com expressivos 4.848 votos, ele lembrou do compromisso firmado com os religiosos: “disseram que iriam me reeleger para que continuasse a defesa da família e do reino de Deus. Meu discurso é de gratidão ao Deus de Israel e não poderia ser diferente”.


    Não para aqui


    Independentemente de estar sem o mandato a partir de janeiro de 2021, o vereador Zé Filé (PSD) garantiu na quarta-feira, 18, na Câmara, que pretende continuar ajudando as comunidades que sempre assistiu. “O Feira X vai ter sempre Zé Filé para defender, o Viveiros da mesma forma, assim como os bairros Nova Esperança, Gabriela, Paulo Souto, Jardim Cruzeiro, Campo Limpo, Tomba e Tamandari, porque a minha história não para aqui”, afirmou na Tribuna da Casa da Cidadania.


    Falha


    O agrupamento de seções, promovido pelo Tribunal Regional Eleitoral, foi uma das principais razões para a grande taxa de abstenção (19,11%) no pleito do último domingo, em Feira de Santana, avalia o vereador Roberto Tourinho (PSB). Candidato a prefeito, ele disse na sessão de quarta-feira,18, na Câmara, ter presenciado muitas pessoas desistindo de votar pela junção de três seções eleitorais em apenas uma.


    Falha II


    Para Tourinho, o órgão precisa ter mais cuidado com a desativação de seções porque isso gera problemas para muitos eleitores. “Contribuiu e muito para o crescimento do número de ausentes. Essa eleição atípica ficará para a história”. A medida, conforme sua observação, provocou longas filas em vários locais, a exemplo do Colégio Gastão Guimarães, no centro da cidade e o Assis Chateaubriand, no Sobradinho, onde muitas pessoas deixaram de votar por contas das filas enormes.


    Falha III


    Também acusa os problemas técnicos no site do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) de dificultar o voto no primeiro turno. “Não bastasse uma eleição sem coligação, com grande número de candidatos e em período de pandemia, ainda tivemos mais de 70 mil eleitores que não votaram por conta de problemas técnicos do TSE e grandes filas provocadas pelo agrupamento de seções”, lamenta o experiente vereador, que encerra sua passagem pela Câmara, em 1º de janeiro, após oito mandatos.


    Mudança


    Mesmo tendo obtido quase 4 mil sufrágios (foram 3.920), representando a 9ª maior votação entre os mais de 600 candidatos, o vereador Lulinha (DEM) não conquistou a reeleição para a próxima legislatura, no período 2021-2024, que se inicia em 1º de janeiro. Ele disse que o fim das coligações partidárias para a eleição proporcional traz um prejuízo a candidatos bem votados, como foi o seu caso neste último pleito e, por isso, faz um apelo a deputados e senadores para que sejam revistos os critérios. “Não perdi a eleição por falta de votos, mas porque o meu partido, sozinho, não conseguiu obter uma quantidade de votos para eleger mais vereadores”.


    Fogo amigo


    “Alguns não acreditaram nas minhas ações, tentaram macular a minha imagem, mas tive o reconhecimento da maioria”, disse o vereador Luiz da Feira (PROS), em pronunciamento na Câmara na quarta-feira, 18. Reeleito para mais um mandato no Poder Legislativo a partir de 1º de janeiro, ele se refere a políticos adversários e uma minoria entre camelôs, classe que defende com muita veemência, especialmente na questão do Shopping Popular. Ele só não revelou os nomes.



  • 18/11/2020


    20.11.2020 11h55m
    Recomendar

    Sobe - 1º BEIC por realizar Feira da Saúde do Homem como estratégia de prevenção ao câncer de próstata.


    Desce - Imprudência de condutores que resulta em graves acidentes em Feira de Santana.


    Política e púlpito I


    “Temos a capacidade de entender que não é possível usar o púlpito da igreja para apoiar políticos que pregam tudo aquilo que é contra o que você diz que defende”, disse ontem (17), o vereador Cadmiel Pereira (DEM), em discurso na Câmara.


    Política e púlpito II


    Quem assim procede, afirma, é “hipócrita e está agindo por obra do cão, quando permite que aconteça”. Recomendou cuidado aos fiéis “com aquilo que está escondido, com suas escolhas de voto, para não estar dando força a coisas que são contra aquilo que Deus planejou, afinal, ninguém tem posse sobre ninguém”.


    Não existem culpados


    Em seu primeiro pronunciamento na Câmara, após a eleição de domingo, em que não teve a felicidade de reeleger-se, o vereador João Bililiu (PSD) disse que não existem culpados para a vitória que não ocorreu. “Não tenho do que reclamar, só agradecer a todos que me ajudaram durante esta campanha eleitoral. Obrigado a Deus, à minha família e aos 1.473 amigos que confiaram a mim o seu voto”, afirmou e parabenizou a sua equipe de assessoria.


    Humildes


    Reeleito para mais um mandato, o vereador Zé Curuca (DEM) lamentou na terça, 17, em pronunciamento na Câmara, que a população de Humildes passe a contar na próxima legislatura com apenas um representante, uma vez que o seu colega Fabiano da Van (MDB) não estará mais na Casa a partir de janeiro de 2021. “Diminuem os recursos, principalmente os de emendas impositivas (apresentadas pelos vereadores ao Orçamento Municipal) para o nosso distrito”.

     

    Ressignificou a vida


    Reeleita com a terceira maior votação geral e mulher mais bem votada, no pleito para o Poder Legislativo, no Município, a vereadora Gerusa Sampaio (DEM) relembrou sua chegada na cidade há 21 anos. “Fui acolhida (em Feira de Santana) naquela curva em que a gente acha que está tudo perdido e, aqui, ressignifiquei minha vida e minha família”, diz ela.


    Origem


    Nascida em Salvador, contou que saiu da capital para morar em Jequié com o marido. “Mas, perdemos tudo lá. Conseguimos nos reerguer ao chegar na Princesa do Sertão e, por isso, seremos eternamente gratos. Ela agradece aos 5.252 eleitores que acreditam no seu trabalho e tornaram possível uma reeleição para o quarto mandato.


    Veto I


    A Câmara aprovou por maioria do plenário, na terça-feira, 17, o veto do Poder Executivo ao projeto de lei do vereador Cadmiel Pereira (DEM) que autorizaria a Prefeitura, através da Secretaria de Educação, a inserir na grade curricular das escolas da rede pública municipal de ensino as noções básicas da Língua Brasileira de Sinais - Libras.


    Veto II


    O objetivo da matéria era popularizar as noções básicas deste idioma como forma de inclusão da população surda, além de melhorar a comunicação entre as pessoas. No entanto, o chefe do Poder Executivo resolveu vetá-la por considerar comprometedora aos cofres públicos.


    Suplente


    Votada pela expressiva quantidade de 3.198 eleitores - 15ª maior no pleito para a Câmara em Feira de Santana - mas não reeleita, a vereadora Neinha (DEM) não se deixar abater com o revés nas urnas. Evangélica, ela afirmou: “O que Deus traça para a vida da gente não se sabe, mas independentemente do que seja, Ele continua sendo meu Deus”. Ela estará ocupando a terceira suplência na próxima legislatura.



  • 17/11/2020


    17.11.2020 16h02m
    Recomendar

    Sobe - A brilhante atuação da Polícia Federal nas eleições deste ano.


    Desce - TSE por demora assustadora na divulgação do resultado da eleição.


    Compra de voto e boca de urna


    A boca de urna, grandes estruturas com altos investimentos, e até compra de voto, foram artifícios utilizados por candidatos na eleição para vereador em Feira de Santana, afirmou Cadmiel Pereira (DEM). Com 2.689 votos e não reeleito para o que seria o seu segundo mandato, ele discursou na Câmara na manhã de ontem, 16, criticando “algumas estratégias, até mesmo a prática de crimes eleitorais”, que teriam ofuscado candidatos honestos e deixaram a concorrência desleal.


    Compra de voto e boca de urna II


    De acordo com Cadmiel Pereira estes candidatos fizeram a população trocar quatro anos de trabalho por pessoas apadrinhadas e cheia de recursos que usam o sistema, a fome do povo e as necessidades sociais para conseguir voto.


    Dever cumprido


    Convicto de ter cumprido o dever na atual legislatura, Cadmiel observa que, em uma democracia, “não existem perdedores e ganhadores, mas números, para quem vai atingir ou não assentos na Câmara Municipal”. Garante que permanecerá defendendo pautas importantes para a população, como melhorias na mobilidade urbana, segurança pública e políticas públicas para crianças com necessidades especiais.


    Falcão


    O exemplo do seu próprio pai, o ex-prefeito José Falcão, está sendo lembrado pelo vereador Roberto Tourinho (PSB), neste momento em que encerra, sem alcançar o objetivo, uma campanha para chegar ao cargo máximo do Poder Executivo em Feira de Santana.


    Falcão II


    “(Falcão) Era vereador e disputou a Prefeitura sem a menor possibilidade de vitória. Perdeu. Anos depois seu grupo venceu. Então, temos que partir pra frente, lutando, acreditando e defendendo aquilo que temos convicção”, disse.


    É PT, mas é meu amigo


    “É o companheiro com quem eu mais me identifiquei nesta Casa”, disse o vereador Zé Carneiro (MDB), nessa segunda-feira, 16, em sessão da Câmara Municipal, ao lamentar que vários dos seus colegas da atual legislatura não tenham obtido a reeleição, entre eles o líder rodoviário, Alberto Nery, a quem se referiu logo no início do seu pronunciamento.


    Foi bom, mas nem tanto


    Um dos 10 vereadores não reeleitos para a próxima legislatura, Zé Filé (PSD) demonstrou resignação com o resultado negativo, na segunda-feira, 16, em pronunciamento na Câmara após o pleito. Afirmando estar tranquilo e com a consciência do dever cumprido, ele agradeceu aos 1.184 votos obtidos, mesmo que tenha sido uma quantidade insuficiente para lhe garantir a renovação do mandato.


    Repensar a vida


    Aproveitar para “repensar a vida” e dedicar mais tempo à família, é o propósito do vereador Lulinha (DEM), que embora tenha obtido quase 4 mil votos (foram 3.920) não conseguiu a renovação do mandato na Câmara de Feira de Santana, na eleição deste ano. 



  • 14/11/2020


    17.11.2020 15h41m
    Recomendar

    Sobe - Polícia Federal por utilizar drone no combate a crime eleitoral.


    Desce - Ciganos presos por prática de crime eleitoral.


    Cesta básica


    “Quem está recebendo, não tem nada não. Pode receber, mas você não tem obrigação em votar em candidato nenhum. Receba seu alimento, se alimente e agradeça a Deus por ele. Você não deve favor a ninguém”. O comentário foi feito na Câmara, esta semana, pelo vereador Zé Filé (PSD), a propósito de denúncia do vereador Roberto Tourinho (PSB), de suposto uso eleitoral de 26 mil cestas básicas compradas “em licitação recorde de três dias” e há uma semana da eleição”, pela Secretaria de Desenvolvimento Social do Município.


    Cesta básica II


    Ele lembra que alimentos foram adquiridos pela Prefeitura com recursos de emendas impositivas de todos os vereadores (R$ 250 mil de cada um) ao Orçamento Municipal deste ano, medida adotada para ajudar a famílias necessitadas em razão da pandemia de coronavírus.


    Cesta básica III


    Por isso, ele orienta que o eleitor deve estar atento a quem faz a entrega. “Não se iluda. É a Secretaria que distribui, mas está apenas cumprindo um dever, já que é de sua competência”, e acrescenta: “Isso não quer dizer que quem recebeu deve votar no vereador A, B ou C”.


    Próstata


    Chega a três anos, a demora que muitos homens enfrentam em Feira de Santana para fazer a cirurgia de próstata pelo Sistema Único de Saúde. A reclamação é do vereador Luiz da Feira (PROS), que falou sobre o assunto em pronunciamento na Câmara. “Posso garantir, porque ouvi das próprias pessoas: existem muitos pacientes na nossa cidade que precisam aguardar entre dois e três anos para realizar essa cirurgia tão importante através do SUS”.


    Cuidado


    Além de não esquecer da caneta, da máscara e de manter o distanciamento protocolar para outras pessoas, o eleitor deve lembrar-se de não levar crianças ao posto de votação, no próximo domingo, dia do pleito municipal. O importante lembrete é do vereador Eli Ribeiro (Republicanos). Ele diz, com propriedade, que é necessário todo o cuidado das pessoas em seu deslocamento para o local de votação, este ano, em virtude dos riscos de contaminação pelo coronavírus.


    Aspra


    A Associação de Policiais e Bombeiros e seus Familiares do Estado da Bahia (ASPRA) era uma entidade com apenas 123 sócios, que passou a 1.200 e uma receita mensal de aproximadamente R$ 50 mil. O relato foi feito na Câmara, esta semana, pelo vereador Sargento Josafá Ramos (Patriota).


    Aspra II


    Ele disse que este crescimento aconteceu em sua gestão, na presidência da entidade. Em 2013, segundo o ex-dirigente, a ASPRA encontrava-se endividada em R$ 16 mil. Quando desligou-se do cargo, deixou o caixa em superávit e um terreno adquirido às margens da rodovia Feira-São Gonçalo avaliado em R$ 500 mil.


    Tela de proteção


    A instalação de uma tela nas proximidades da Passarela Jornalista Conceição Lobo, localizada na Avenida Transnordestina, acesso à BR 116 norte (rodovia Feira-Serrinha), está proporcionando segurança aos pedestres, na medida em que ficam impedidos de fazer, por baixo do equipamento, a perigosa travessia na pista, na altura do bairro Cidade Nova. A proteção foi solicitada à Prefeitura pelo vereador Gilmar Amorim (MDB), que esta semana discursou na Câmara sobre ações do seu mandato na região norte da cidade, uma das suas prioridades. 



  • 13/11/2020


    17.11.2020 15h39m
    Recomendar

    Sobe - O setor de serviços por apresentar o quarto resultado positivo consecutivo.


    Desce - Vândalos que quebram tubulação de hidrômetros e prejudicam obras no centro de Feira.


    Vai preso


    O juiz eleitoral da cidade de Miguel Calmon, na Chapada Diamantina, na Bahia, Maurício Alvares Barra, ameaçou prender o eleitor que for votar mesmo confirmado para Covid-19. De acordo com ele, os presidentes das sessões eleitorais receberão uma lista com o nome das pessoas que contraíram a doença na cidade para que a fiscalização seja realizada.


    Vai preso II


    “A lei 13.979 de 2020, ela trata da situação de isolamento. Isolamento enquanto as pessoas estiverem doentes ou contaminadas. Essa medida legal tem o objetivo, exatamente, de impedir o avanço do covonavírus. Eu passarei as informações aos presidentes das sessões e, se elas aparecerem no local de votação, serão presas em flagrante pela incidência no Artigo 268, será conduzia até a delegacia e será lavrado o termo circunstanciado, e com certeza será acompanhada até em casa”, explicou.


    Feira X


    O Feira X, construído pela antiga Urbis no governo João Durval Carneiro, início da década de 80, em sua origem era um conjunto residencial, tornando-se um dos maiores bairros do interior do Nordeste. Nos últimos anos, obteve conquistas importantes, na melhoria de qualidade de vida da sua população. A análise é do vereador Zé Filé (PSD), residente lá.


    Dever cívico


    O “dever cívico” e o “desejo de expressar a sua vontade”, devem ser mais fortes que o receio da pandemia de coronavírus e levar o pleito de domingo, em Feira de Santana, a uma grande participação popular, prevê o vereador Carlito do Peixe (DEM).


    A voz da experiência


    Do alto dos seus sete mandatos na Câmara de Feira de Santana, ele chama a atenção para a importância do cumprimento das regras estabelecidas pelo Tribunal Regional Eleitoral com o objetivo de garantir a segurança da população, como o horário preferencial estabelecido para os idosos e o reforço de medidas sanitárias nas zonas eleitorais.


    Sem Natal Encantado


    O Natal Encantado de Humildes, uma das principais conquistas do maior distrito de Feira de Santana nos últimos anos, não acontecerá neste 2020, informa o vereador Fabiano da Van (MDB). Um dos principais responsáveis pela sua organização, ele diz que, com a pandemia de coronavírus, não existe condição de se realizar “esta grande festa em dezembro”, promovida pela comunidade com o apoio da Prefeitura.


    Julgamento divino


    Além das urnas, resultado de eleições depende do “julgamento divino”, diz a vereadora evangélica Neinha Bastos. Em pronunciamento na última sessão da Câmara antes do pleito de domingo, que vai definir a nova composição da Casa para a próxima legislatura a se iniciar no dia 1º de janeiro de 2021, ela disse acreditar que a fé é uma importante aliada na luta de todos os candidatos em busca de votos.


    Defesa da vida


    Independente do papel de fiscalizar o Executivo e apresentar propostas para a legislação, ações em defesa da vida devem ser prioridade no mandato de um ocupante da Câmara, segundo entendimento do vereador Cadmiel Pereira (DEM). Em seu último discurso na Câmara antes da eleição de domingo, ele lembrou de leis de sua autoria neste sentido, aprovadas na atual legislatura.


    Defesa da vida II


    Uma delas garante direitos a pessoas autistas e com vitiligo. Outra, institui o Dia do Nascituro. Requerimentos na mesma direção foram apresentados à Prefeitura e resultaram em investimentos a exemplo da construção do Centro de Referência Especializado de Tratamento do Espectro Autista. 



  • 12/11/2020


    12.11.2020 11h56m
    Recomendar

    Sobe - PM por reforçar o efetivo durante eleição do próximo domingo.


    Desce - TRE por voltar atrás e flexibilizar atos políticos presenciais.


    Solidariedade


    Alguns candidatos a vereador, de diversos partidos, avançaram para tentar desestabilizar o Solidariedade tentando convencer os candidatos da agremiação a desistirem de suas candidaturas. Alguns chegaram até mesmo anunciar a desistência de seis membros, incluindo Aquiles Santa Bárbara, que desmentiu. Além dele, outros também se manifestaram pela continuidade das suas candidaturas. Na verdade, o único que abandonou o barco foi o ex-presidente do Partido, Pastor Leo.


    Voto de casa é fake


    O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) esclarece que é falso o comunicado que circula em redes sociais e aplicativos de mensagens sobre a possibilidade de se cadastrar em um site para votar em casa, por meio do celular, como substituição ao voto presencial.


    Fique atento


    Todos os anos - especialmente nos anos eleitorais -, chegam aos canais de relacionamento da Justiça Eleitoral relatos de cidadãos que contam terem recebido mensagens de e-mail ou via aplicativos de smartphones com mensagens enganosas que se passam por comunicado oficial.


    Cuidado redobrado


    Essas mensagens sempre oferecem um link de origem duvidosa, que convidam o cidadão a clicar para saber mais detalhes. Contudo, elas são falsas e, ao que tudo indica, são enviadas por criminosos para, por meio delas, coletar dados do cidadão, como o número do CPF, para serem usados em golpes.


    Exige mais


    “Esta é uma eleição atípica, com caos na saúde e na economia”, diz a vereadora Gerusa Sampaio (DEM), em relação ao pleito municipal do próximo domingo, quando o feirense vai escolher o seu futuro prefeito e também a nova composição do Poder Legislativo. Ela se refere aos problemas causados pela pandemia de coronavírus este ano, em todo o país.


    Positiva


    Além de contribuir no combate à pandemia de coronavírus, a medida do Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE), de proibir qualquer tipo de evento ou ato público por parte de candidatos nesta semana que encerra a campanha para o pleito de domingo, coíbe a prática de candidatos que “gostariam de tentar ganhar (a eleição) no dia da votação”, ou nos últimos dias que antecedem a disputa, que acontece no próximo domingo. O problema é que o TRE voltou atrás.


    Quase pronto


    Será entregue nos próximos dias, à comunidade, o Centro para Tratamento da Pessoa Portadora do Transtorno do Espectro Autista (CENTEA). As obras se encontram em fase final, informa o vereador Cadmiel Pereira (DEM). A construção voltada para as pessoas que convivem com a síndrome é de iniciativa da Prefeitura Municipal. Ele disse na terça (10), na Câmara que visitou a futura unidade no fim de semana e ficou entusiasmado em ver que a obra iniciada no ano passado, localizada no bairro Muchila, logo depois do Centro de Convivência para Idosos Dona Zazinha, está em fase de conclusão.


    Compra de voto


    “Não vote neste tipo de candidato”, recomenda o vereador Isaías de Diogo (MDB), sobre políticos postulantes a uma vaga na Câmara e que usam do expediente de “dar dinheiro ou oferecer recursos” para o eleitor, em troca de apoio. A poucos dias do pleito, que acontece domingo, ele disse na terça (10), na Câmara, que o Ministério Público e a Polícia Federal estão agindo para combater este tipo de crime. “Pessoas já estão preparando as malas rosa, preta e amarela e até cuecas cheias de dinheiro para tentar comprar a dignidade e o caráter e burlar a legislação”.


    Só uma vez


    Com apenas uma aparição no programa eleitoral gratuito exibido na televisão, o vereador João Bililiu (PSD) aproveitou a última sessão legislativa na Câmara Municipal, na quarta-feira, 11, para “pedir desculpas aos amigos e eleitores”, em virtude da pouca visibilidade que lhe foi oferecida pelo partido, nesse período de campanha. “Manda quem pode e obedece quem tem juízo”, disse ele, em protesto, durante pronunciamento na Tribuna da Casa, o último antes do pleito de domingo. Garantiu que continuará trabalhando até “o final do mandato, independentemente do resultado da eleição”.


    Não atende


    Defensor da causa dos camelôs e crítico das condições contratuais que eles estão enfrentando, sendo transferidos do centro da cidade para o Shopping Popular, o vereador Luiz da Feira (PROS) diz que não está mais conseguindo conversar com o secretário de Trabalho, Turismo e Desenvolvimento Econômico do Município, Antônio Carlos Borges Júnior, sobre o assunto. “Ele não atende o telefone e não resolve os problemas da classe”, afirmou o vereador, na terça (10), em pronunciamento na Câmara.



Os comentários e textos não representam a opinião do portal; a responsabilidade pelo blog é do autor da mensagem.
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia