Classivendas
Em cima da hora:
Motociclista fica ferido após bater de frente com ônibus em Ribeirão Preto
-
  • Facebook
  • Twitter
  • Orkut
  • Feeds
  • 24/05/2017


    24.05.2017 11h05m
    Recomendar

    Sobe - Rápida ação dos vereadores de Feira levando colega para prestar depoimento na delegacia


    Desce - Vereador Ron do Lanche ao denunciar drogas na Câmara, sem provas

     

    Macumba


    A macumba que o vereador Ron do Lanche diz ter sido colocada em sua porta atingiu os nervos do edil, além de ter desmaiado no dia seguinte ao bozó na porta de sua casa, o vereador ontem fez denúncias graves, sem provas, atingindo a imagem da Câmara. Um entendido sugeriu ontem, durante o burburinho: "É bom o vereador tomar um banho de quarana, para espantar o mau olhado, ou ir numa sessão de descarrego em um templo da cidade, vixe!".


    Desafinado


    Definitivamente Igor Kannário não tem jeito. O cantor depois de acusar a polícia em plena festa de Micareta perguntou: "Quem é o prefeito aqui da cidade?" Alguém, lá no fundo do trio, respondeu: "É Zé Ronaldo!". Ele disse: "é esse mesmo. Zé Ronaldo, tome providência com a Polícia, que está espancando o povo". O interessante é que o contrato de Kannário foi assinado por ele mesmo e pelo prefeito, e ele não sabe o nome. Kannário esqueceu de Adelmário Xavier e pensou que o comandante da polícia era o prefeito. Esqueceu também que ele é autoridade apenas em Salvador e achou que podia dar ordem por aqui. O Kannário desafinou literalmente no trato das coisas. Só gaiola.


    "Cultura"


    A lei antibaixaria não funcionou na Micareta. Botaram o Kannário pra tocar às 18h, para ver se o espírito da santa incorporava nele, não adiantou, brigou com a polícia. Robyssão continuou no estilo dele, e mesmo sem luz ele achou que tendo a iluminação do seu trio, seria o suficiente para continuar cantando no que seria o corredor da morte, da avenida sem luz. Já Lá Fúria só cantou putaria e assim é a nossa cultura.

     

    Mulher na Micareta


    Na manhã de terça-feira (23), a vereadora Gerusa Sampaio falou sobre a Micareta de Feira de Santana registrando os pontos positivos da festa, como a atuação da Delegacia de Atendimento à Mulher e do Ministério Público, na pessoa do promotor Audo Rodrigues. "Nós, mulheres, recebemos suporte e um bom atendimento", elogiou. Gerusa destacou a cantora Márcia Porto, que se pronunciou em defesa da mulher incentivando a campanha "Sou Mulher, quero respeito". "Sabemos de todos os percalços e que a festa nem sempre agrada a todos", completou.

     

    Limpeza no Feira X


    O vereador Zé Filé parabenizou o secretário Municipal de Serviços Públicos, Justiniano França, que levou uma equipe para fazer a limpeza na feirinha do bairro Feira X. O discurso do vereador aconteceu na manhã de ontem (23), na Câmara Municipal de Feira de Santana. Mesmo assim, ele disse ficar abismado com os representantes do bairro, que esperam a realização das benfeitorias para tomarem para si a autoria dos feitos. "Quando o menino nasce, aparece gente tirando fotos dizendo que é o pai da criança", afirmou.

     

    Crítica à saúde


    O vereador Lulinha teceu críticas ao Governo do Estado, enfatizando a burocracia para regulação de pacientes de policlínicas e UPAs para o HGCA e outras unidades especializadas. "Várias pessoas estão morrendo sem conseguir a regulação", lamentou. Na oportunidade, Lulinha lembrou que o governador Rui Costa (PT) ainda não cumpriu a promessa de campanha política de que construiria um novo hospital geral em Feira de Santana. Em sua opinião, está havendo "discriminação" do Governo do Estado para com Feira de Santana, uma vez que em outras cidades estão sendo contempladas com implantação de hospitais estaduais, a exemplo de Salvador, Lauro de Freitas e Ilhéus.

     

    Falta de quórun


    A sessão plenária de ontem (23), na Assembleia Legislativa foi encerrada por falta de quórum. De acordo com o presidente da Casa, Angelo Coronel (PSD), havia menos de 21 deputados no plenário, o que impossibilitou o prosseguimento dos trabalhos. A sessão caiu após um pedido de verificação de quórum feito pela bancada de oposição. Para esta terça, estava prevista a votação de dois projetos de lei, enviados à Casa pelo governo estadual.



  • 23/05/2017


    24.05.2017 10h54m
    Recomendar

    Sobe - A grade de atrações da Micareta de Feira


    Desce - A mudança na data de realização da Micareta


    De volta


    A Câmara Municipal de Feira de Santana retoma hoje seu curso normal. Na sessão desta terça-feira (23), projetos de lei estarão em discussão. A imprensa legislativa também volta a acompanhar os trabalhos realizados na Casa da Cidadania a partir de terça-feira.


    Suspendeu


    A Justiça Federal decidiu suspender os depoimentos que três executivos da empresa JBS deveriam prestar ontem (22), no processo sobre a Operação Bullish, deflagrada há duas semanas pela Polícia Federal.


    Conversa


    O presidente Michel Temer recebeu três parlamentares da base aliada ao governo. Segundo o deputado Carlos Marun (PMDB-MS), o encontro serviu para dar sequência a alguns pontos conversados durante a reunião do dia21, no Palácio da Alvorada, entre o presidente e integrantes da base governista.


    Defesa


    O advogado do senador Aécio Neves, Alberto Toron, vai entrar no Supremo Tribunal Federal (STF), na segunda-feira (22), com um pedido de retomada do mandato. Desde a última quinta-feira (18), o parlamentar está afastado de suas atividades no Senado por determinação do Ministro Edson Facchin.


    Colbert Martins


    O vice-prefeito de Feira de Santana Colbert Filho (PMDB), que tem até o dia 29 de maio, para decidir se assume o mandato de deputado federal, se quiser, terá ainda mais 15 dias para decidir. Com isso, segundo o site Bahia na Política, retarda a possibilidade de Marcos Medrado assumir o mandato. Em tempo: Marcos Medrado é aliado de Rui Costa e contra o governo do presidente Michel Temer.


    Descartada


    A possibilidade de Feira de Santana ter mais uma escola militar, reivindicação do vereador Marcos Lima (PRP), foi descartada pelo Comandante da PM, Coronel Anselmo. De acordo como site Bahia na Política, o Coronel Anselmo argumenta que uma escola militar demanda um grande número de efetivos. Mas admitiu ampliar a existente, a Escola Diva Portela, que fica no bairro Campo Limpo.


    PPA


    A Prefeitura de Candeias realiza a partir de terça-feira (23), a partir das 18h, uma Consulta Pública do Plano Plurianual (PPA). O evento acontecerá nas escolas da sede e dos distritos com datas programadas e servirá para definir os investimentos e atividades da Administração Municipal, para os exercícios de 2018 a 2021. Além da consulta por bairros e distritos, acontecerão também as consultas temáticas, a partir do dia 27 de junho, no Ginásio de esporte do Município.


    Debate


    Debater medidas para o aprimoramento da atuação dos membros do Ministério Público (MP) junto aos Tribunais, a partir da análise dos problemas enfrentados e desafios a serem superados. Com esse objetivo, a Corregedoria Nacional do Ministério Público realiza audiência pública na próxima quarta-feira, 24 de maio, às 9 horas, na sede do Conselho Nacional do Ministério Público, em Brasília.


    Novo presidente


    Cerca de 310 delegados petistas devem votar para eleger o novo presidente da sigla na Bahia, durante o Congresso Estadual do PT, que começou na sexta (19), e terminou no domingo (21), em Salvador.



  • 20/05/2017


    23.05.2017 09h50m
    Recomendar

    Sobe - Prefeitura por assinar termo de adesão ao Fórum de Gestores Municipais de Promoção da Igualdade Racial


    Desce - Aécio Neves e Michel Temer por terem sido delatados


    Continuará sem Temer


    O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, disse que continuará no comando da equipe econômica caso o presidente Michel Temer deixe o cargo. A declaração foi dada a investidores e aliados na quinta-feira (18), quando Meirelles também sinalizou que acredita na permanência do peemedebista no poder. De acordo com a Folha, a possibilidade de Meirelles continuar na Fazenda foi cogitada nos bastidores, principalmente se o presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), assumisse. O ministro é visto por empresários e investidores como a principal âncora do governo e fiador de uma política econômica alinhada com o mercado. Durante turbulência causada pela delação da JBS, divulgada na noite de quarta-feira (17), Meirelles conversou com representantes de bancos e investidores para reforçar a disposição do governo em implementar as reformas em tramitação no governo.


    Loures chega ao Brasil


    O deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR), que foi filmado pela PF recebendo uma bolsa com R$ 500 mil enviados pelo empresário Joesley Batista, do grupo JBS, chegou ao Brasil ontem (19), pela manhã. Alvo de mandados de busca e apreensão da Operação Patmos, deflagrada na manhã da quinta (18), Loures estava em Nova York, nos Estados Unidos, acompanhando o evento Person of the Year, que teve entre os premiados o prefeito de São Paulo, João Doria. Ele desembarcou no Aeroporto de Cumbica, em Guarulhos, às 7h35, uma hora depois do avião pousar, às 6h25, e foi hostilizado no aeroporto, sendo chamado de “ladrão”, “bandido”. Ele não quis conceder entrevista, entrou em um táxi branco e não informou para qual cidade. O ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato, determinou o afastamento do parlamentar do cargo, após a delação de Joesley.


    Barbosa pede renúncia de Temer


    Ex-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa é mais um a endossar o coro do “Fora Temer”. Após a divulgação da gravação entre o empresário Joesley Batista e o presidente da República, Barbosa não vê outra saída para o Brasil. “Os brasileiros devem se mobilizar, ir para as ruas e reivindicar com força: a renúncia imediata de Michel Temer”, compartilha o magistrado em seu perfil no Twitter, na manhã da sexta-feira (19). Na série de postagens, Barbosa ainda criticou o fato de que “nada” foi feito até chegar a esse ponto. Ele atesta que políticos, empresários e parte da mídia se uniram para minimizar a gravidade das “estarrecedoras revelações”. “Isoladamente, a notícia extraída de um inquérito criminal e veiculada há poucas semanas, de que o Sr. Michel Temer usou o Palácio do Jaburu para pedir propina a um empresário, seria um motivo forte o bastante para se desencadear um clamor pela sua renúncia”, defende.


    Rejeitará pedidos de impeachment


    O vice-líder do governo na Câmara, Darcísio Perondi (PMDB-RS), disse na quinta-feira, 18, que o presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ), deve rejeitar todos os pedidos de abertura de processo de impeachment contra o presidente Michel Temer. É prerrogativa de Maia analisar a admissibilidade dos pedidos. “Ele, com certeza, vai rejeitar todos os pedidos”, disse Perondi. O peemedebista afirmou ainda que o questionamento de aliados é normal, mas que Temer é habilidoso no diálogo com parlamentares. Sobre o PSDB especificamente, Perondi disse que “é óbvio que o partido tem dúvida, mas está firme no governo”.


    Reforma da Previdência


    O relator da reforma da Previdência, Arthur Maia (PPS-BA), afirmou na quinta-feira (18), que após as denúncias divulgadas contra o presidente Michel Temer, “não há espaço” para se avançar na tramitação da matéria no plenário da Câmara dos Deputados. “De ontem para cá, a partir das denúncias que surgiram contra o presidente da República, passamos a viver um cenário crítico, de incertezas e forte ameaça da perda das conquistas alcançadas com tanto esforço”, disse, em nota divulgada à imprensa. Segundo o parlamentar, só após o esmiuçar dos fatos, será possível avaliar a retomada da reforma. “É hora de arrumar a casa, esclarecer fatos obscuros, responder com verdade a todas as dúvidas do povo brasileiro, punindo quem quer que seja, mostrando que vivemos em um país em que a lei vale para todos. Só assim é que haveremos de retomar a Reforma da Previdência Social e tantas outras medidas que o Brasil tanto necessita”, finaliza Maia.



  • 19/05/2017


    23.05.2017 09h37m
    Recomendar

    Sobe - Câmara Municipal por antecipar pagamento dos servidores já com reajuste para antes da Micareta


    Desce - Perseguição por acabar em capotamento e deixar feridos em Feira


    Geilson dá ultimato


    Na manhã de ontem (18), em seu programa Jornal Transamérica, que vai ao ar na emissora que leva o mesmo nome, o radialista e deputado estadual Carlos Geilson (PSDB), disse que ou sai da presidência do PSDB, senador Aécio Neves ou sai ele. “Aécio deve sair da presidência do partido ou saio eu. Não tem condições de presidir o partido. O PSDB tem que tomar uma posição. Não quero dizer que ele seja culpado. Até porque todos são inocentes até que se prove o contrário”, declarou Carlos Geilson irritado com as delações de executivos do grupo J&F envolvendo o nome de Aécio Neves. As informações são do site Bahia na Política.


    Abandonou o barco


    Depois de ouvir vários deputados do PSDB, o ministro das Cidades Bruno Araújo decidiu deixar o governo. Essa é a primeira baixa desde que se instalou a crise política após a revelação de que o presidente Michel Temer deu aval para a compra do silêncio de Eduardo Cunha. Bruno Araújo deve comunicar sua decisão ao Palácio do Planalto nas próximas horas. Nas conversas com deputados tucanos, Bruno ouviu e concordou que não dava mais para permanecer no governo após as revelações.


    Abandonou o barco II


    O ministro da Cultura, Roberto Freire (PPS), anunciou na quinta-feira (18), que vai abandonar o cargo e, com isso, deixar a base do presidente Michel Temer. De acordo com informações da GloboNews, ele seguirá decisão da bancada do PPS, que optou por entregar os postos que possui no governo. Além da pasta da Cultura, o PPS também detinha o comando do Ministério da Defesa, nas mãos de Raul Jungmann. Freire é o segundo ministro a anunciar a saída do governo. O primeiro foi o ministro das Cidades, Bruno Araújo, do PSDB.


    Marina pede diretas


    Vista como pré-candidata ao Palácio do Planalto em 2018, Marina Silva apoia a convocação de eleições diretas junto à cassação da chapa Dilma Rousseff-Michel Temer pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Em um vídeo publicado em seu Facebook, a porta-voz da Rede ressalta a surpresa da população brasileira diante das gravações feitas pelo empresário da JBS, Joesley Batista. “O Presidente da República não está mais em condições de governar o Brasil. A fraude eleitoral de 2014 já sinalizava: Nem Dilma nem Temer teriam condições e legitimidade de conduzir o país”, rechaça Marina.


    Novo mandado de prisão


    A Polícia Federal (PF) cumpriu na manhã de ontem (18), um novo mandado de prisão preventiva contra o ex-presidente da Câmara de Deputados Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Ele foi notificado dentro no Complexo Médico-Penal (CMP), na Região Metropolitana de Curitiba, onde cumpre pena por condenação em processo da Operação Lava Jato. O mandado foi expedido pelo ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), como parte da Operação Patmos, deflagrada a partir da colaboração premiada dos donos da JBS.


    Irmã de Aécio é presa


    A irmã e assessora do senador Aécio Neves (PSDB-MG), Andrea Neves, foi presa por agentes da Polícia Federal e do Ministério Público Federal na manhã de ontem (18), no condomínio Retiro das Pedras, em Brumadinho, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, em Minas Gerais. O primo do senador e de Andrea, Frederico Pacheco de Medeiros, também foi preso na Grande BH. Andrea foi presa porque há suspeitas de que ela tenha pedido dinheiro ao empresário Joesley Batista, dono do grupo JBS, em nome do irmão.


    Coronel quer novas eleições


    O presidente da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), Ângelo Coronel (PSD), defendeu ontem (18), eleições gerais no Brasil, de vereador a presidente da República. De acordo com o socialdemocrata, após as denúncias feitas contra o presidente Michel Temer pelo empresário Joesley Batista, dono do frigorífico JBS, esta seria a saída para a crise política no Brasil. Para Coronel, a saída passa, necessariamente, pela autonomia do voto popular. “O povo tem que voltar às urnas para colocar o país nos trilhos. E o novo governo já assumiria com o dever de fazer as reformas que tanto o Brasil precisa, principalmente, a reforma política”. Para Coronel, o atual Congresso Nacional não tem condição moral de encaminhar uma eleição indireta nesse momento. 



  • 18/05/2017


    18.05.2017 10h12m
    Recomendar

    Sobe - O programa Música na Escola por revelar o talento musical de estudantes em Feira de Santana

     

    Desce - Cenas de preconceito racial que ainda existem no Brasil 

     

    Agressões

     

    O vereador Zé Filé afirmou estar preocupado com as pessoas que teimam em consumir bebidas em garrafas de vidro em camarotes na micareta e afirmou que já presenciou pessoas jogando latas nas outras no circuito. "Se começam a jogar garrafa? Vai ser problema, quero o melhor para a nossa cidade, temos que ficar atentos! Peço para os amigos da base, que falem com o prefeito para fazer as fiscalizações cabíveis, e assim evitemos maiores problemas", concluiu, desejando ótima festa a todos.

     

    Vala prejudica moradores

     

    Gilmar Amorim pediu mais respeito por parte da Embasa, pois muitas pessoas e motoristas que transitam pela Avenida José Falcão estão enfrentando congestionamento por conta de uma valeta que foi aberta para um serviço e não foi fechada. "Peço que a embasa tenha mais atenção, este problema já vem por vários dias e está barrando as pessoas, fazendo com que percam tempo, principalmente nos horários de pico", disse. Já Roberto Tourinho afirmou que infelizmente esta tem sido uma prática da Embasa. "É uma negligência, realizar trabalhos e deixar buracos abertos. Espero que eles sejam mais ágeis na recuperação, que deve ser logo após a conclusão dos serviços", completou.

     

    Pedido ao prefeito

     

    O edil Zé Curuca aproveitou o seu pronunciamento para reclamar sobre a estrada que dá acesso ao distrito de Humildes, a BA 513, próximo ao Fulô. "Está cheia de buracos, peço ao prefeito para que dê um socorro, não custa nada o prefeito fazer, pois é uma besteira, jogar apenas uma borra de asfalto naquele lugar. Prefeito, dê esse presente ao povo de Humildes", concluiu.



    Orar na Micareta



    Em discurso na tribuna da Casa da Cidadania, na quarta-feira (17), o vereador Zé Curuca (DEM) informou que, no período da Micareta de Feira de Santana, irá prestigiar com seus familiares e amigos o "Vem Louvar", que acontecerá entre os dias 19 a 21 deste mês, no Ginásio do SESI, no bairro Jardim Cruzeiro. O evento, que é organizado pela Renovação Carismática Católica de Feira, foi declarado como uma festa oficial da cidade há alguns anos pela Câmara Municipal. Zé Curuca afirmou que vai orar pelas pessoas que vão à Micareta. E, aproveitando o ensejo, pediu paz na festa momesca. "Divirtam-se sem violência, porque a violência não leva ninguém a lugar nenhum", alertou.

     

    Vereador critica tributos

     

    O vereador Cadmiel Pereira criticou a grande carga tributária que existe no Brasil. "A tributação hoje no país traz um sufoco que não tem empresário que aguente pagar mão de obra, produção, manufaturados, transporte, logística. São muitos impostos: IPVA, ISS, ICMS, IPTU na fonte e no transporte, o que faz com que no universo brasileiro haja um grande número de desempregados", observou. Ainda segundo o edil, se não houver uma codificação que venha entender que o micro e pequeno empreendedores precisam ter outra forma de taxação, não haverá empresário que consiga manter a empresa em dia e conservar os empregos.

     

    Meio Ambiente

     

    Foi aprovado na manhã de ontem (17), um requerimento de autoria do vereador Roberto Tourinho (PV), que propõe uma Sessão Especial no dia 6 de junho, às 19 horas, no plenário da Casa da Cidadania, em comemoração à Semana do Meio Ambiente. Segundo o requerimento, deverão ser convidados o secretário municipal de Meio Ambiente e Recursos Naturais, promotor de Meio Ambiente, ambientalistas, conselheiros do Conselho Municipal de Meio Ambiente (Condema) e outras autoridades para tratarem de temas alusivos à preservação do meio ambiente, combate à poluição e outros assuntos relacionados ao tema.  



  • 17/05/2017


    18.05.2017 10h10m
    Recomendar

    Sobe - A solidariedade dos amigos de ciclista atropelado e morto em avenida de Feira


    Desce - A imprudência no trânsito que faz novas vítimas


    Foco é a Assembleia


    José Carneiro falou sobre uma nota publicada no site Bahia na Política, onde o deputado Carlos Geilson nega que já estaria articulando a sua candidatura para prefeito de Feira de Santana, com a possibilidade de ter o deputado Irmão Lázaro como vice. “Geilson publicou uma nota dizendo que o foco é a eleição para deputado e negou estar visando a prefeitura. O deputado disse que está não é sua preocupação no momento, é candidato sim, mas a reeleição para a assembleia. Tenho certeza que na hora certa o PSDB vai analisar se é interessante ter uma chapa própria. Geilson tem potencial e vejo ele sim com possibilidade de ser um sucessor de José Ronaldo”, afirmou.


    Lixo em toda a parte


    O vereador Gilmar Amorim em seu pronunciamento na sessão de ontem (16), sugeriu a prefeitura que fiscalize e puna as pessoas que despejam lixo em terrenos abertos. “No Conjunto Serafim de Lima, a prefeitura fez a limpeza de diversos terrenos e alguns carroceiros estão despejando lixo novamente. Em Janeiro fiz uma solicitação para o bairro do Campo Limpo, foi feita a limpeza e hoje os terrenos estão repletos de lixo novamente”, disse. Em aparte, José Carneiro disse que a preocupação é pertinente, porém que não cabe à prefeitura realizar a limpeza em áreas privadas.


    Buraco perigoso


    Zé Filé disse que na semana passada entrou com uma indicação, cobrando do secretário Pinheiro uma solução para o problema da rua A, no bairro Feira X. “Nesta rua tem um buraco enorme e infelizmente até uma criança já caiu. Até agora ninguém apareceu para resolver. O bairro do Feira X está abandonado, os moradores até cercaram o buraco, mas pergunto, cadê o poder público municipal que não enxerga isso?”, questionou.


    Secretários estão cansados


    Filé ainda questionou o motivo de suas indicações não serem atendidas. “Será que não sou atendido porque não faço parte da bancada deles? Um prefeito tão capaz como José Ronaldo não deixaria isso estar acontecendo, tenho certeza que ele não sabe disso. O secretariado está cansado, coloca gente nova para trabalhar! Ele mantém essa equipe cansada porque não será mais candidato, o mandato está para acabar... Se não faz, vou continuar cobrando e falando”, concluiu.


    Violência no Terminal Central


    A frequente onda de assaltos no Terminal Central foi um dos temas do discurso do vereador João Bililiu. “Semana passada ocorreu uma tentativa de assalto lá, e um jovem foi baleado e se encontra no Clériston. Como um local público como aquele não tem segurança? De quem é a responsabilidade pela segurança do terminal?”, indagou. O líder do governo José Carneiro disse que entende a preocupação, mas que a questão da violência no transbordo não pode ser atribuída ao governo municipal, e sim ao governo do estado que é o responsável.


    PM faz a sua parte


    O vereador de oposição Alberto Nery reconheceu que a segurança pública é de responsabilidade pública, mas enfatizou que o trabalho da PM tem sido feito e que não pode ser desmerecido. “Tive um encontro com o comandante da PM, e foi passado que constantemente são presos elementos que cometem diversos tipos de delitos, mas existe uma lei de custódia que os reconduzem às ruas, então voltam a roubar e matar”, disse. Nery ainda sugeriu que fosse construído um muro de contenção para evitar delitos no terminal, como os que vêm acontecendo ultimamente.


    Ação do Procon


    Cadimiel Pereira parabenizou a superintendência do Procon por ter atuado recentemente e interditado uma agência do Banco do Brasil por estar descumprindo uma lei. “Todos os bancos têm que dar um bom atendimento, fato. Esperamos mais ações como esta por parte do Procon, que sempre esteja nas ruas fiscalizando. Esta atitude tem que ser cotidiana, peço que eles fiscalizem outros bancos, estacionamentos, farmácias e tudo o que tiver relação de consumidor”, disse. 



  • 13/05/2017


    13.05.2017 16h57m
    Recomendar

    Sobe - Filhos que honram suas mães durante todos os dias da semana


    Desce - Filhos que desonram suas mães causando-lhes sofrimento, angústia e dor


    Reforma da Previdência


    O presidente Michel Temer estima ter ao menos 314 dos 320 votos que necessita para aprovar a reforma da Previdência. Em entrevista ao jornal O Globo publicada nesta sexta-feira (12), ele nega, no entanto, que o Planalto tenha feito o levantamento. “Nós não fizemos ainda este levantamento. É claro que temos uma base aliada muito ampla, os partidos vão detectar nome por nome. Este vota, este não vota e, evidentemente, é uma decisão do Congresso, mas eu só pedirei para levar no dia que tiver os votos cravados. Tem que ser uns 320".


    Popularidade não preocupa


    O presidente Michel Temer disse nesta sexta-feira (12), que não se preocupa com índices de popularidade. Após participar de solenidade no Palácio do Planalto, ele afirmou, em uma conversa com a reportagem do jornal “O Estado de São Paulo que o foco é o crescimento econômico. “Não estou preocupado com popularidade. Minha preocupação é o crescimento do país, a minha preocupação é o Brasil”, afirmou. “A ordem é a da frase ‘Ordem e Progresso’", salientou. As declarações de Temer foram feitas à reportagem logo após a reunião de balanço do primeiro ano de governo.


    Improbidade administrativa


    A ex-governadora do Rio de Janeiro Rosinha Garotinho foi condenada pela Justiça do Estado pelo crime de improbidade administrativa, que foi cometido em 2004, quando ela ainda respondia pelo Executivo estadual. O ex-secretário de Comunicação Ricardo Alberto de Oliveira Bruno também foi condenado. Rosinha Garotinho teve seus direitos políticos suspensos por cinco anos, além de ter que ressarcir integralmente os cofres públicos em R$ 166 mil, acrescidos de correção monetária e multa de 1% ao mês desde a realização da despesa.


    Deverá continuar preso


    O juiz federal Sérgio Moro enviou ofício ao ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin, relator dos processos da Lava Jato na Corte, defendendo que o ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB) seja mantido na prisão. A manifestação de Moro se dá no âmbito de um habeas corpus impetrado pela defesa do ex-presidente da Câmara dos Deputados no STF. No documento, remetido nesta quinta-feira (11) ao STF, Moro menciona transações financeiras realizadas por Eduardo Cunha mesmo diante das investigações da Operação Lava Jato ao alegar que a eventual soltura do peemedebista poderia colocar “em risco a integral recuperação do produto do crime e, por conseguinte a aplicação da lei penal”.


    Tratou caixa dois pessoalmente


    Os empresários João Santana e Mônica Moura, responsável pelas ações de marketing das últimas três campanhas presidenciais do PT, afirmaram aos procuradores da força-tarefa da Operação Lava Jato que a ex-presidente Dilma Rousseff deu sua garantia pessoal de que os pagamentos pelos serviços na campanha à reeleição de 2014, incluindo recursos “por fora”, seriam realizados em dia. Os depoimentos feitos pelo casal e que integram os acordos de delação premiada tiveram o sigilo judicial retirado na quinta-feira (11), pelo ministro Edson Fachin relator das ações da Lava Jato no STF (Supremo Tribunal Federal). Eles disseram ter combinado diretamente com Dilma Rousseff, em 2014, o pagamento de R$ 35 milhões não declarados à Justiça Eleitoral.


    Preocupado com a Venezuela


    O presidente Michel Temer expressou na quinta-feira (11) por meio de um comunicado a preocupação do Brasil com a situação na Venezuela e disse que o país está pronto para prestar ajuda humanitária ao país vizinho, que enfrenta uma crise econômica, que inclui falta de alimentos e remédios. Temer emitiu a nota após se reunir com Antonieta López e Lilian Tintori, mãe e esposa de Leopoldo López, líder de oposição na Venezuela preso desde 2014. O presidente diz que o Brasil está “ao lado do povo venezuelano” e apoia a democracia e os direitos humanos no país vizinho.


    Denúncia as vésperas


    Os advogados do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva denunciaram Sérgio Moro no Conselho Nacional de Justiça (CNJ) na quarta-feira (10), véspera do seu depoimento ao juiz federal. A reclamação disciplinar assinada também pelo petista pede providências depois que Moro proibiu a gravação independente da oitiva. De acordo com O Globo, os advogados Cristiano Zanin e Roberto Teixeira pedem que o magistrado seja notificado para prestar informações em 15 dias, “sem prejuízo de outras diligências necessárias para apurar as verossimilhanças da imputação”. A defesa pede também que sejam adotadas contra Moro “as medidas previstas no Regimento Interno do CNJ, com a eventual imposição de sanções disciplinares”.



  • 12/05/2017


    12.05.2017 18h06m
    Recomendar

    Sobe - Feira Produtiva por dinamizar Economia Solidária


    Desce - Briga entre vizinhos que quase terminava em morte

     

    Sobrou até para os netos


    O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pediu na quarta-feira (10), durante interrogatório na Operação Lava Jato a devolução "dos iPads dos netos" dele ao juiz federal Sérgio Moro. Segundo o petista, os equipamentos foram apreendidos em março de 2016, durante a Operação Aletheia - etapa da Lava Jato que levou coercitivamente o ex-presidente para depor. "Aliás, eu queria aproveitar, já que o senhor falou dessa coerção, determine que a Polícia Federal devolva os iPads dos meus netos. É uma vergonha, iPad de neto de 5 anos está apreendido desde março do ano passado", reclamou Lula.

     

    Ministros já se movimentam


    Com eleições no próximo ano, é de esperar que muitos dos ministros do presidente Michel Temer (PMDB) tenham que se descompatibilizar de suas pastas, caso queiram manter ou assumir cargos eleitorais. Diante disso, há um movimento que surgiu ainda quando Geddel Vieira Lima (PMDB) estava à frente da Secretaria de Governo para alterar essa data. De acordo com a legislação, quem pretende disputar a eleição precisa se exonerar de cargo de primeiro ou segundo escalão até seis meses antes do pleito, ou seja, no dia 7 de abril de 2018. Já a manobra articulada pelos ministros quer adiar esse momento para o dia das convenções partidárias, que é apenas dois meses antes da eleição.

     

    Demissão por mau desempenho


    Funcionários públicos que tenham desempenho ruim ou insuficiente no trabalho poderão ser demitidos dos seus cargos, ainda que já tenham passado do estágio probatório. É isso que propõe um projeto de lei do senado, apresentado pela senadora Maria do Carmo Alves (DEM-SE). De acordo com o projeto, servidores públicos municipais, estaduais e federais terão seu desempenho aferido semestralmente e, caso recebam notas inferiores a 30% da pontuação máxima por quatro avaliações consecutivas, serão exonerados. Também perderá o cargo aquele que tiver desempenho inferior a 50% em cinco das últimas dez avaliações.

     

    Bolsonaro liga para Moro


    Após não ter cumprimentado o deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) no aeroporto de Brasília, no fim de março, o juiz Sérgio Moro ligou para o parlamentar. Segundo informações da coluna de Mônica Bergamo, do jornal Folha de S. Paulo, o magistrado justificou tê-lo ignorado quando o deputado tentou cumprimentá-lo e diz não o ter reconhecido. "Tive a satisfação de receber a ligação do juiz Moro. Mas o teor da conversa, ninguém sabe. Não contei para ninguém", diz Bolsonaro. No encontro casual entre os dois no terminal, Bolsonaro bateu continência para o juiz, que correspondeu apenas com um sorriso e se retirou do local.

     

    Encontro entre Temer e Trump


    Uma delegação de técnicos do Departamento de Comércio dos Estados Unidos está no Brasil discutindo medidas para facilitar o comércio entre os dois países. "Há espaço para bons avanços concretos, numa visão muito orientada a resultados", disse à reportagem o secretário de Comércio Exterior, Abrão Neto, que coordena os entendimentos pelo lado do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC). Algumas das medidas discutidas nesses encontros poderão integrar a agenda de uma reunião de trabalho entre os presidentes do Brasil, Michel Temer, e dos Estados Unidos, Donald Trump, que deverá ocorrer ainda este ano.

     

    Carta à União


    Após o encontro entre governadores da região Nordeste ontem (11), o governador Rui Costa divulgou detalhes sobre uma carta que será enviada pelos gestores ao governo federal. Os principais pontos do documento cobram o cumprimento da lei federal que dilata o prazo dos empréstimos junto ao BNDES e a autorização para que os estados nordestinos possam contrair empréstimos. "O único benefício que os estados do Nordeste teriam com aquele processo todo de renegociação, que corresponderia somente a 6% do total da dívida que foi renegociada do país, não foi cumprido", criticou Rui.

     

    Cobrou segurança pública


    Ainda no encontro, os governadores do Nordeste decidiram cobrar do Palácio do Planalto participação em ações para melhorar a segurança pública. Em anexo à carta que pede a dilatação do prazo dos empréstimos junto ao BNDES e a autorização para contrair empréstimos, os gestores nordestinos elaboraram uma nota "manifestando a urgente e necessária participação do governo federal no enfrentamento da questão". O governador Rui Costa destacou em seu pronunciamento que a cobrança não tem conotação política, culpando também governos anteriores pelo problema. 



  • 11/05/2017


    11.05.2017 11h20m
    Recomendar

    Sobe - Atleta feirense por fechar contrato com o maior evento de MMA feminino do mundo


    Desce - Os mais de 4,8 mil feirenses que, por irregularidade, poderão perder o título de eleitor

     

    O prefeito anunciou


    Em seu pronunciamento, o vereador Isaías de Diogo falou sobre o anúncio que o prefeito José Ronaldo realizou na manhã de ontem (10), na Câmara Municipal, sobre a confirmação da construção de mais duas unidades de CAPS em Feira de Santana. Diogo salientou a importância destes hospitais, principalmente para a recuperação de pessoas viciadas em drogas. O edil encerrou agradecendo ao prefeito e à pasta competente.

     

    Vereadores não foram convidados


    O vereador Lulinha afirmou que não foi convidado para o anúncio das obras dos CAPS, e que estava surpreso pelos outros vereadores, que também são da base, não estarem sabendo. Isaías afirmou que o prefeito não convidou os edis para não atrapalhar a sessão e que só esteve presente porque passou próximo ao local em que estavam as autoridades e teve a curiosidade de parar o carro.

     

    Pedido atendido no prazo


    O pedido do vereador Zé Filé, que ameaçou entrar com uma ação no Ministério Público, para cancelar o show do cantor Roberto Carlos em Feira, caso não tivesse resposta sobre o valor que a produção do evento pagaria para utilizar o estádio Joia da Princesa à prefeitura fosse divulgado, foi atendido. O líder do governo José Carneiro divulgou para a imprensa que o município já recebeu o montante de R$ 30.000,00.

     

    Valor não pagará custos


    Zé Filé afirmou que o valor de R$ 30.000,00 não será suficiente para pagar os custos que a prefeitura pode ter após o evento. "Não é possível que por um estádio do porte do Joia da Princesa, a prefeitura tenha cobrado apenas 30 mil. Certamente as despesas serão muito altas e a água e a luz vão aumentar. Era para a prefeitura usar este evento para arrecadar fundos para o município, para investir inclusive no esporte. Qualquer time que vem jogar aqui, cobra 10% da renda, porque não fazer da mesma forma? Tenho certeza que vão arrecadar de R$ 2,5 a 3,0 mi. Quero que o povo avalie se isto está correto ou não", disse.

     

    Cobranças


    Edvaldo Lima falou sobre a indicação que fez para tapar alguns buracos na rua Salvador, no bairro Tomba. "Desde os tempos de chuva ainda não fizeram nada. O final desta rua virou uma lagoa e os moradores estão sem saída para o sentido da Fróes da Mota. Peço aqui a atenção do governo municipal e do gestor, para que resolvam este problema o quanto antes", cobrou.

     

    Violência em Feira


    Edvaldo ainda falou sobre uma pesquisa recente, que foi realizada por uma ONG mexicana, que classificou Feira de Santana como a 15ª cidade mais violenta do mundo. "Eu não acredito nesta pesquisa e não acredito nesta entidade, todas as capitais do Norte / Nordeste estão incluídas e as do Sul não. No Rio de Janeiro quem mandam são os marginais, terra sem lei, e não entrou, como podemos acreditar? Um desrespeito, uma imoralidade, não tô dizendo que Feira não é violenta", disse.

     

    Violência em Feira II


    Cadimiel Pereira disse que o critério da ONG foi os registros de crimes, pois têm cidades em que as queixas não são registradas. "No Rio de Janeiro, por exemplo, ninguém desce da favela para fazer queixa", afirmou. Eremita disse que Feira é muito mais violenta que isso, que mora perto da delegacia da mulher e que observa que não param de receber denúncias. "As ruas de Feira são vazias a partir de oito da noite, os números são muito maiores, pois existem pessoas que não registram queixa", afirmou.

     

    Governo X Professores


    Em seu discurso, o vereador Alberto Nery afirmou que aprefeitura parece estar perseguindo ao professores da rede municipal. Não podemos admitir que em pleno século XXI, tenhamos uma gestão municipal que persegue os trabalhadores. Um governo que se diz democrático não pode perseguir servidores porque eles reivindicam seus direitos. Recebemos uma denúncia da APLB de que professores além de terem seus salários cortados, estão sendo retirados de seus postos de trabalho, como forma de retaliação pela participação ativa no movimento de greve".



  • 10/05/2017


    11.05.2017 11h17m
    Recomendar

    Sobe - A Semana do Microempreendedor Individual em Feira de Santana por orientar microempresários em tempos de crise


    Desce - Prefeitura de Jequié por liberar kits escolares com mochilas que cabiam estudantes dentro, na educação infantil


    Tomou as dores


    Ainda na discussão das denúncias sobre a falta de merenda escolar, a vereadora Eremita Mota, em aparte afirmou que a secretária Jayana não compactuou com o que a diretora da escola no Viveiros disse na nota. "É que as vezes fazem as coisas escondidas. Desafio a diretora a mandar uma carta desta pata a comunidade! Parabenizo aqui o vereador Zé Filé, e quero dizer que ele tem o mesmo valor de qualquer vereador aqui. Não permita que ninguém cale a sua voz, um líder que fala mal não me representa", alfinetou. Já Carneiro, disse que não vai vestir a carapuça do que falou Eremita e que acredita que é um líder digno e de respeito. "Não estou aqui para representar vereador", concluiu.


    Micareta


    Segundo o vereador Lulinha, o evento "Esquenta Micareta", que aconteceu no domingo (07), na Rua São Domingos, foi o grande termômetro da folia. "Quero aqui parabenizar os organizadores deste evento, que lotou completamente a São Domingos, que está de fato se tornando uma área de eventos. Estive presente e gostei muito, acredito que assim como a micareta, o esquenta vai virar uma festa tradicional, foi uma demonstração de que a Micareta vai ser boa, onde a família e o folião pipoca terão mais espaço", afirmou.


    Micareta II


    Lulinha ainda criticou o governo do estado da Bahia, por mais uma vez não ter contribuído financeiramente com a Micareta de Feira. "E mais uma vez o governo não contribuiu em nada com a nossa festa. Lamento que eles não tenham colaborado, todo ano é a mesma coisa, dizem que estão contribuindo com o policiamento, mas não precisamos só disso, Feira é a segunda maior cidade da Bahia e necessita de um apoio maior, inclusive com a contratação de grandes atrações", disse.


    Multas no Contorno


    O vereador Edvaldo Lima questionou a responsabilidade sobre a Avenida de Contorno, em Feira de Santana. O edil afirmou estar em dúvida se é do município, do estado ou da nação. "Preciso que alguém me responda! A polícia Rodoviária Federal coloca os guinchos lá e sempre multam os cidadãos. Quando pega irregularidade colocam no Guincho e levam, por isso quero saber, se for municipal, quem tem o direito de multar é o município, se estadual o estado e união é a federal. Ainda não consegui descobrir, vamos dar o direito à quem tem", concluiu.


    Reajuste ao servidor


    Alberto Nery disse que o prefeito anunciou o reajuste ao servidor público municipal, mas recebeu a notícia de que não foi dado até o momento, apenas aos professores, que "lutaram e se manifestaram. Pela causa", afirmou. O líder do governo José Carneiro disse que o governo prometeu sim, mas que acredita que ainda este mês sairá o reajuste. "Não estou prometendo para este mês, mas ainda estamos dentro do prazo. Tenho que dizer que a APLB é uma entidade forte e que luta muito bem pelos seus associados", falou. De volta com a fala, Nery disse que o reajuste dos professores saiu em março retroativo a janeiro, e que no seu entendimento o dos servidores teria que ser retroativo a janeiro e não maio.


    Ainda no Viveiros


    O vereador Zé Filé afirmou que esteve novamente no bairro no Viveiros sexta-feira (05), na Policlínica e colheu depoimentos de pessoas que cobraram remédios e materiais para curativos. "Desta vez tenho tudo comprovado. Tenho fotos e os nomes e endereços destas pessoas, que a qualquer momento poderão comprovar esta deficiência. Até a fita para medir glicemia falta para o povo", disse.


    Justificando


    O vereador Lulinha afirmou que o município tem cerca de 230 escolas e que acontece de "as vezes a merenda escolar atrasar" por conta da grande demanda. "Pode acontecer também de a direção mandar o pedido depois que já acabou o estoque de produtos, ou pode haver também falha da escola, que não cobra, não se comunica, que não gosta do prefeito, da secretária e que deixa acabar para falar do governo. Não podemos negar que o município tem investido na educação", disse.



  • 09/05/2017


    11.05.2017 11h15m
    Recomendar

    Sobe - Atuação das polícias com a SEMMAM que resultou na apreensão de drogas, paredões e armas no último sábado


    Desce - Donos de paredões que ameaçam a ordem pública e desrespeitam a lei do silêncio em Feira


    Ronny defende Rui


    Em seu pronunciamento, o vereador Lulinha disse que com os desdobramentos da operação Lava Jato, já começaram a descobrir o envolvimento do governador da Bahia, Rui Costa. Em defesa, o presidente da Casa, Ronny Miranda disse que estão tentando sujar a imagem de Rui, sem provas. “Existem dois homens públicos limpos na Bahia, que admiro muito, estes são Zé Ronaldo e o governador Rui Costa. Estão julgando sem fundamento, nada está comprovado, tenho total confiabilidade no que se trata de Rui Costa”, disse.


    Uber


    O vereador Cadimiel Pereira afirmou na sessão de ontem (08), não ter nada contra o Uber, mas que a empresa precisa respeitar a cidade, o prefeito e os vereadores. “É uma imposição sorrateira. Ninguém sabe quem são os empresários, quem são estes motoristas, as pessoas correm riscos. O prefeito já declarou que é clandestino, a SMT não tem conhecimento, não houve nenhum contato pedindo para operar na cidade. Peço que a Secretaria aja com rigor, para que as outras categorias legalizadas sejam respeitadas”, disse.


    Uber II


    Já Marcos Lima, em aparte, disse que a chegada do serviço é um avanço, uma realidade e que não acredita que vão conseguir proibir o aplicativo na cidade. “Tem serviço de qualidade e valor acessível, acho difícil que seja revertido em Feira, assim como não conseguiram em diversas outras cidades”, falou. De volta com a fala, Cadimiel questionou a falta de um escritório físico e pediu que a empresa procure a SMT e se apresente.


    Amigos sim, política a parte


    Lulinha desmentiu alguns boatos que circularam pelas redes sociais, de que ele apoiaria o deputado Carlos Geilson nas próximas eleições.“Não tenho nenhum compromisso político com Geilson, que por sinal é meu amigo, padrinho de casamento da minha mulher, mas ao contrário do que estão dizendo, não vou apoiá-lo. Serei candidato a estadual, e meu compromisso com federal é com o deputado José Nunes”, concluiu.


    Show no estádio


    Mais uma vez, o vereador Zé Filé questionou a prefeitura sobre o valor que o município receberá para permitir a realização do show do cantor Roberto Carlos, no estádio Joia da Princesa. “Se até quarta não derem uma resposta, vou entrar com uma ação no Ministério Público para que este show seja cancelado. Se não querem falar, é porque estão escondendo algo”, ameaçou.


    Show no estádio II


    Zé Carneiro disse que Zé Filé “acha que é o que não é”, afirmando que o edil é arrogante e que perdeu toda a humildade. “Quem é ele para chegar na tribuna e dizer que vai cancelar o show de Roberto Carlos? Não vejo necessidade para isso”, disse.


    Sobre a falta de merenda


    O líder do governo afirmou que as diretoras dos colégios citados por Filé, em denúncias de falta de merenda, feitas na tribuna, estão preparando uma nota pública para “desmascarar” o vereador. “O vereador tem que tomar cuidado com as denúncias que faz. A Secretaria de Educação já esclareceu que não houve falta de merenda. As fotos estão aqui, as geladeiras estão repletas de alimentos. Apresente provas, pois é perda de tempo dar resposta a denúncias sem fundamento”, concluiu. 



  • 06/05/2017


    08.05.2017 11h53m
    Recomendar

    Sobe - Edson Fachin que parecendo não confiar nos colegas do STF, não manda mais julgamento para a segunda turma, preferindo indicar o assunto para o plenário.


    Desce - Todos aqueles que perderam tempo ao ouvir o ministro Gilmar Mendes fazer palestra ontem em Salvador.


    Bozó


    Vereador Ron da Feira denunciou esta semana, que as câmeras de segurança, no entorno da sua residência flagraram quando o suplente de vereador Oliveira Jhones colocava um despacho na porta da sua residência. O vereador teve até um rápido desmaio na Câmara. Medo, puro medo! É que o vereador detalhou que no bozó tinha além de cachaça, velas, farofa, fumo de corda, uma moeda de cinco centavos, uma galinha preta, além de sua foto.


    Bozó II


    O fato virou notícia na cidade e nas redes sociais, na reunião de quinta-feira com a presença do presidente do TRE e o do seu próprio partido o assunto viralizou nas conversas entre os presentes. Eu que estava presente, convidei o radialista evangélico Paulo José para visitarmos o vereador e fazermos uma oração, para livrá-lo do mau, os dois gostaram da ideia. Um curioso que estava ao lado sugeriu: “Leva dona Maria da Flor, macumbeira da Matinha, para desatar o nó”.


    Tá rebocado


    O novo site de Feira de Santana, que leva o nome acima, na quarta-feira, depois de pronunciamentos de apoios a candidatos a deputados, o site previu que tudo isso seria já um ensaio também para 2020 e dado ao apoio que tem recebido os deputados Carlos Geilson e Targino Machado, o texto remete a especulação de que os dois serão candidatos a prefeitos de Feira naquele ano.


    Bahia na Política


    Já no site que leva o nome acima, Carlos Geilson informou ao Jornalista Jair Onofre que a disputa de uma eleição a prefeito em 2018, que não é uma obsessão sua, mas que isso é possível sendo ele como nome escolhido do grupo que participa. Já Targino Machado informou a alguns radialistas que pode sim ser candidato a prefeito da Princesa do Sertão.


    Exonerado após ataque


    Cinco dias após o ataque a uma aldeia indígena da etnia gamela no Maranhão, o presidente da Fundação Nacional do Índio (Funai), Antônio Fernandes Toninho Costa, foi exonerado do cargo na sexta-feira (5). A demissão foi divulgada no Diário Oficial da União (DOU), mas ainda não houve nomeação para o posto. Costa assumiu a Funai em janeiro deste ano - a presidência estava vaga desde junho de 2016, tendo sido ocupada de forma interina neste período.


    Adeus à política


    O presidente Michel Temer (PMDB) afirmou que não pretende continuar na vida política após terminar o mandato, em 2018. E também reforçou que não pretende concorrer a um novo mandato presidencial. “Aposentar-me nunca, jamais, mas eu não tenho intenção de continuar a atividade política, já cumpri meu papel”, afirmou em entrevista à RedeTV! Gravada na última terça-feira (2), e exibida na noite da quinta (4). Temer voltou a dizer que espera aprovar as reformas até o fim do mandato.


    Indeciso


    Nas bolsas de apostas sobre o cenário eleitoral de 2018, o ex-governador da Bahia, ex-ministro dos governos Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff e atual secretário de Desenvolvimento Econômico da Bahia, Jaques Wagner (PT), sempre aparece como candidato certo a uma vaga no Senado ou na Câmara dos Deputados. Entretanto, segundo ele, o próprio futuro para o ano que vem é incerto. Em entrevista ao Bahia Notícias, o petista disse, em outras palavras, que pode ser tudo, como também pode ser nada.



Os comentários e textos não representam a opinião do portal; a responsabilidade pelo blog é do autor da mensagem.
Folha do Estado da Bahia
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia